Mais três soldados dos EUA são mortos no Afeganistão

Outros três soldados dos Estados Unidos foram mortos a tiros por um trabalhador afegão em uma base militar no sul do Afeganistão, em um dia de mortes para as forças da OTAN durante a qual seis soldados norte-americanos foram mortos em ataques.

ROB TAYLOR, Reuters

11 de agosto de 2012 | 13h13

O tiroteio aconteceu na noite de sexta-feira em Garmsir, distrito da província de Helmand, onde outros três soldados das forças especiais norte-americanas foram mortos por um policial afegão e companheiros no início do dia.

"Deixe-me dizer claramente que esses dois incidentes não refletem a situação geral aqui no Afeganistão", disse o porta-voz da OTAN, Brigadeiro-General Gunter Katz, à jornalistas no sábado.

Os três soldados foram baleados por um funcionário da base que apontou a arma para eles, no terceiro incidente do tipo em quatro dias.

No ataque que ocorreu anteriormente, um comandante da polícia afegã e outros de seus homens mataram três soldados dos EUA no início da sexta-feira, após convidá-los para um café-da-manhã para discutir a segurança.

Mais conteúdo sobre:
AFGANISTAOSOLDADOS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.