Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Moradores fogem de tiroteio na Costa do Marfim; crise se agrava

Moradores assustados de um bairro em Abidjã fugiram de suas casas com seus pertences depois de ouvirem tiros esporádicos, disseram testemunhas nesta quinta-feira, enquanto a crise que eclodiu na Costa do Marfim após as eleições se torna cada vez mais violenta.

ANGE ABOA E LOUCOUMANE COULIBALY, REUTERS

24 de fevereiro de 2011 | 10h48

Confrontos também ocorreram no oeste do país, segundo o Exército e oficiais das forças de paz das Nações Unidas, no que aparenta ser um agravamento da disputa pelo poder.

Os confrontos se intensificaram nesta semana entre as forças fiéis ao atual presidente, Laurent Gbagbo, e seu rival, Alassane Ouattara, vencedor das eleições presidenciais de 28 de novembro, segundo resultados confirmados pela ONU.

Gbagbo não aceitou o resultado e se recusa a entregar o cargo para Ouattara.

Moradores de Abobo, uma base pró-Ouattara na cidade de Abidjã, onde ocorreu o confronto mais violento em três dias, disseram que os tiros foram disparados na manhã desta quinta-feira depois de uma noite de relativa calma.

O conflito pelo controle do país africano se torna cada vez mais violento e é o resultado de uma eleição que buscava reunificar o país depois de uma guerra entre 2002 e 2003, mas a votação apenas piorou a divisão.

Tudo o que sabemos sobre:
COSTAMARFIMABIJDATIROS*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.