No 3º dia de interdição do Túnel Rebouças, trânsito lento no Rio

Túnel deve ficar interditado pelo menos até segunda para a retirada das cerca de 7 mil toneladas de terra

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

26 de outubro de 2007 | 08h30

O trânsito era ruim na manhã desta sexta-feira, 26, nas principais ruas do Rio de Janeiro, já que pelo terceiro dia o Túnel Rebouças, principal ligação entre as zonas norte e sul da cidade, está interditado. Os trabalhos de remoção das cerca de 7 mil toneladas de terra que desabaram devido às chuvas devem demorar no mínimo 72 horas e o túnel não deve ser liberado antes da segunda-feira, 29.   Marginal do Pinheiros tem 10 km de lentidão nesta sexta Acompanhe ao vivo a situação do trânsito  Imagens do caos no Rio    Nesta manhã, os motoristas ainda enfrentavam trânsito lento na região de Botafogo, na zona sul da cidade. Segundo o site da Prefeitura, as ruas que estavam congestionadas na região eram a Pinheiro Machado, sentido túnel Santa Bárbara; a São Clemente, altura do Largo dos Leões; Voluntários da Pátria, na altura da Rua Real Grandeza; e a Rua Humaitá, na altura Rua Macedo Sobrinho. Os motoristas também enfrentavam lentidão na Avenida Nossa Senhora de Copacabana.   No fim da tarde de quinta, os técnicos da prefeitura passaram a usar jatos d'água. A idéia era causar novos desabamentos para a retroescavadeira poder trabalhar sem ser soterrada. O secretário municipal de Obras, Eider Dantas, calcula que poderá reabrir o Rebouças 72 horas após o início da limpeza. Ele anunciou que, com o túnel já reaberto, serão feitas obras de contenção da encosta. Segundo Dantas, os operários localizaram canos da Companhia Estadual de Águas e Esgoto, o que reforça a tese de que um vazamento causou o acidente.   Na quinta-feira, um dia depois do caos causado pelo fechamento do Túnel Rebouças (principal ligação entre as zonas norte e sul), a Secretaria de Transportes mudou o itinerário de dez linhas de ônibus, que usam a passagem. O trânsito ficou lento, mas sem engarrafamentos de horas como no dia anterior.   (Colaborou Clarrisa Thomé, do Estadão.)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.