Planeta

Seis espécies de sapo são redescobertas no Haiti

, O Estado de S.Paulo

13 de janeiro de 2011 | 00h00

Uma boa notícia sobre o Haiti, nesta semana em que se completa um ano do terremoto que devastou o país: cientistas da Conservação Internacional (CI) e do grupo especialista em anfíbios da IUCN (União para a Conservação da Natureza) anunciaram a redescoberta de seis espécies de sapos endêmicos nas florestas haitianas. Esses animais não eram encontrados havia duas décadas.

A redescoberta foi feita depois de uma expedição às montanhas remotas no sudoeste do Haiti, em outubro passado.

Entre as espécies redescobertas está um sapo assobiador, chamado de sapo-de-mozart em homenagem ao compositor austríaco; um sapo escavador com enormes olhos negros e cor laranja nas patas traseiras; um sapo ventríloquo arisco que tem a habilidade de usar a voz para confundir potenciais predadores e um sapo malhado terrestre que tem olhos cor de safira.

SERRA DO MAR

Petrobrás ajudará a manter parque

A Petrobrás firmou uma parceria com a Secretaria Estadual do Meio Ambiente e investirá R$ 25,7 milhões na gestão de áreas do Parque Estadual da Serra do Mar. Caberá à Fundação Florestal cuidar da parte técnica, administrar os recursos e implantar o plano de manejo do parque - espécie de plano diretor da unidade. O convênio durará cerca de cinco anos.

AQUECIMENTO GLOBAL

China terá metas regionais de carbono

O governo chinês vai impor metas regionais de emissão de gases-estufa. A medida é parte do plano do país de reduzir sua intensidade de carbono - emissões por unidade de crescimento do PIB - até 2020. Maior emissor do mundo, a China estuda a criação de um mercado de créditos de carbono. / AFRA BALAZINA e ANDREA VIALLI, com AGÊNCIAS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.