Produtor da banda Calypso e piloto serão enterrados nesta 2ª

Avião caiu na manhã de domingo e deixou oito pessoas feridas; local ainda está interditado

Ângela Lacerda, de O Estado de S. Paulo,

24 Novembro 2008 | 09h28

O corpo do piloto do avião bimotor pertencente à banda Calypso, que caiu na manhã do domingo, 23, no bairro de San Martin, no Recife, será enterrado nesta segunda-feira. O corpo de Eurico Pedrosa Neto, de 46 anos, será enterrado ao meio-dia no Hospital de Santa Amaro, no Recife. O corpo da segunda vítima do acidente, produtor da banda, Gilberto Silva, será enterrado à tarde em Campina Grande, na Paraíba. O avião transportava 10 passageiros e vinha de Teresina, no Piauí.   Os integrantes da banda não estavam na aeronave, que transportava empresários e um deputado federal, Eduardo da Fonte (PP). Os outros oito passageiros ficaram feridos, mas apenas um se encontra em estado grave, no Hospital Santa Joana, o empresário Valmir João de Oliveira.   No local da queda, nove casas foram atingidas, mas ninguém se feriu. Na manhã desta segunda, a área está interditada e os destroços do avião continuam sendo retirados. Sete casas foram desocupadas pela Defesa Civil do Recife e os moradores foram para casas de família até que possam voltar em segurança. O Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Seripa) é responsável pela investigação do acidente.

Mais conteúdo sobre:
acidente bimotor Recife

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.