Três morrem em montagem de árvore de Natal em SE

Operários participavam dos preparativos de evento da Energisa; árvore seria a mais alta do mundo

Antonio Carlos Garcia, Agência Estado

24 Novembro 2008 | 20h43

Três operários morreram e outros dois ficaram feridos depois que árvore de Natal que estavam montado despencou nesta segunda, 24. A árvore, que tinha 160 metros de altura e era considerada pelo Guinness Book - o livro dos recordes - como a mais alta do mundo, deveria ser ligada na sexta-feira, com uma grande festa no bairro praia 13 de Julho, na zona sul de Aracaju. Em razão do acidente, a Energisa - empresa que fornece energia elétrica para quase todo Estado - decidiu que não vai mais montar a árvore este ano. O acidente aconteceu quando os operários estavam fazendo os últimos ajustes na árvore, que deveria chegar à 22ª edição. A Energisa ainda não sabe as causas do acidente. No local trabalham cerca de 50 pessoas, entre funcionários da Energisa e da Engetel, empresa terceirizada que fazia a montagem da árvore. Quatro trabalhadores finalizavam o trabalho de subida da 12ª vela, quando a estrutura desabou. A empresa não divulgou os nomes das vítimas. A assessoria de imprensa da Energisa afirmou que somente depois do laudo da perícia é que se saberá os motivos do acidente. "É um fato lamentável. Chegamos à 21ª edição sem nenhum acidente. O vento é o mesmo. Estamos dando total apoio às vítimas e aos familiares", disse.

Mais conteúdo sobre:
acidente árvore Natal SE Aracaju

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.