PUBLICIDADE

7 de Setembro: Locutor cita 100 mil apoiadores, é advertido e sobe número para 1 milhão na Esplanada

Governo do DF ainda deve divulgar estimativa de público no desfile oficial. Previsão inicial era de até 500 mil pessoas.

Foto do author Vinícius Valfré
Por Vinícius Valfré
Atualização:

BRASÍLIA - O locutor que anunciou o discurso de Jair Bolsonaro (PL), em Brasília, após o desfile oficial deste 7 de setembro, multiplicou por dez a estimativa de público anunciada por ele mesmo, após ser advertido. “Aqui hoje na Esplanada mais de 100 mil pessoas. É o povo brasileiro que clama por liberdade”, disse, no carro de som.

Após a informação, um homem se aproximou do locutor e disse algo. Imediatamente ele multiplicou o número por dez.

O presidente Jair Bolsonaro (PL) participa em Brasília do desfile de 7 de Setembro em comemoração ao Bicentenário da Independência do Brasil nesta quarta-feira.  Foto: Wilton Junior / Estadão

PUBLICIDADE

“Aqui na minha frente, 100 mil. Mas em toda a Esplanada, chegou os dados, 1 milhão de pessoas aqui. Um milhão de brasileiros! Um milhão de brasileiros, levantem as mãos por favor”, afirmou.

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal não deve divulgar estimativa de público.

Antes das manifestações, o governo distrital estimativa que os atos atrairiam até 500 mil pessoas. No ano passado, a PM divulgou extraoficialmente que 400 mil pessoas haviam participado de ato na Esplanada.

Numa comparação com eventos históricos na capital federal e que lotaram os gramados em frente ao Congresso, o número foi considerado inflado. Donos dos números, policiais militares têm manifestado alinhamento com Bolsonaro.

Na votação do impeachment do então presidente Fernando Collor em setembro de 1992, havia 100 mil cara-pintadas na frente do Congresso. Em 2016, outros 100 mil ocuparam a Esplanada pedindo o impeachment de Dilma Rousseff.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.