PUBLICIDADE

Aliado de Trump e conselheiro do clã Bolsonaro, Steve Bannon estimulou golpismo em Brasília

Norte-americano usou rede social da direita para chamar golpistas brasileiros de “lutadores da liberdade”

Foto do author Vinícius Valfré
Por Vinícius Valfré
Atualização:

BRASÍLIA - Estrategista do ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump, Steve Bannon estimulou os atos golpistas em Brasília pelas redes sociais, neste domingo, 8.

Aliado do clã Bolsonaro, ele usou seu perfil do Gettr, uma rede social de extrema-direita, para chamar os golpistas de “lutadores da liberdade” e para disseminar informações falsas sobre o processo eleitoral do Brasil.

“Lula roubou as eleições. Os brasileiros sabem disso...”, escreveu. Ele publicou três mensagens na rede social sobre o caos no Brasil.

Steve Bannon estimula atos golpistas em Brasília pelas redes sociais Foto: Reprodu

PUBLICIDADE

Bannon é uma referência para os filhos do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), de quem se tornou conselheiro político.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PL-SP) já classificou o americano como “ícone do combate ao marxismo cultural”. O parlamentar, inclusive, tentou que o pai se consultasse com Bannon sobre como se portar depois de ter perdido as eleições.

Steve Bannon foi condenado à prisão, no fim de outubro, por se recusar a cooperar com o Congresso dos Estados Unidos nas investigações sobre o ataque ao Capitólio dos EUA, em 2021. Ele recorria em liberdade.

As investidas de Bannon no Brasil eram monitoradas pela Polícia Federal desde que o norte-americano passou a questionar a lisura do sistema eleitoral brasileiro alimentando a narrativa bolsonarista.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.