PUBLICIDADE

Aos gritos de 'safado' e 'bandido', Ronaldo Caiado chama Eduardo Braga para briga

Senador e ministro bateram boca em audiência de comissão do Congresso; líder do DEM precisou ser contido por colegas

Foto do author Eduardo Rodrigues
Por Eduardo Rodrigues
Atualização:

Brasília - O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), e o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB-AM), precisaram ser contidos por outros parlamentares durante intenso bate-boca em audiência pública na Comissão Mista de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional, na manhã desta quinta-feira, 29. Sob gritos de "safado" e "bandido" de um para o outro, o senador chegou a chamar o ministro para "resolver a questão" fora do local onde era realizada a reunião.

Em 29 de outubro, o líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), e o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga (PMDB-AM), precisaram ser contidos por outros parlamentares durante intenso bate-boca em audiência pública na Comissão Mista de Mudanças Climáticas do Congresso Nacional. Ao ser ignorado pelo ministro durante um questionamento, o senador partiu para o ataque e o chamou de "safado"e "bandido".Relembre o caso Foto: Ed Ferreira/estadão

Caiado fazia um questionamento sobre a renovação das concessões das distribuidoras e os planos de venda da Celg Distribuidora pela Eletrobrás, quando chamou a atenção de Braga para que ouvisse a pergunta. Enquanto o ministro tentava dizer que estava ouvindo as palavras do senador e pedia desculpas por ter se virado de lado, Caiado levantou-se e foi em direção à mesa dizendo que estava sendo desrespeitado.

Ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga Foto: Andre Dusek/Estadão-02/01/2015

PUBLICIDADE

"Vossa Excelência deveria ficar calmo, está muito nervoso. Vossa Excelência está desequilibrado", disse Braga, enquanto Caiado o chamava de "bandido" e "safado". "Safado é Vossa Excelência, me respeite. Bandido é você", completou o ministro.

Caiado chegou a chamar Braga para a briga, dizendo que queria resolver o desentendimento fora da sala. O ministro não chegou a se levantar da cadeira, enquanto o senador era contido pelos demais parlamentares. Após a saída do senador goiano da sala, os demais senadores fizeram um desagravo e repudiaram a "atitude destemperada" de Caiado. O presidente da comissão, senador Fernando Bezerra (PSB-PE), afirmou que relatará as atitudes de Caiado à Mesa Diretora do Senado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.