Foto do(a) blog

Notícias e artigos do mundo do Direito: a rotina da Polícia, Ministério Público e Tribunais

Opinião|Cinco dicas para fugir de um relacionamento abusivo

PUBLICIDADE

convidado
Atualização:

Com a chegada do Mês da Mulher, é imperativo não apenas reconhecer as conquistas alcançadas pelas mulheres, mas também destacar as questões urgentes que ainda afetam suas vidas. Um desses problemas, infelizmente comum, é o relacionamento abusivo, uma realidade dolorosa e muitas vezes silenciosa que afeta inúmeras mulheres em todo o mundo. Neste momento de reflexão e conscientização, é essencial abordar estratégias para identificar e enfrentar esse tipo de situação, promovendo assim a segurança e o bem-estar das mulheres.

PUBLICIDADE

O relacionamento abusivo pode se manifestar de várias formas, desde comportamentos sutis de controle e manipulação até formas mais evidentes de violência física e verbal. Muitas vezes, as vítimas enfrentam desafios significativos ao tentar reconhecer e escapar dessas situações, tornando-se presas em um ciclo de medo, culpa e isolamento. No entanto, é fundamental oferecer apoio e orientação para ajudar as mulheres a reconhecerem os sinais de alerta e tomarem medidas para protegerem-se.

Para se ter uma ideia, de acordo com a Organização Mundial da Saúde Mulheres, no último ano, 243 milhões de mulheres sofreram violência física, sexual ou psicológica por um parceiro íntimo. O Brasil é o 5° no ranking de feminicídio, três em cada cinco mulheres sofrem, sofreram ou sofrerão de relacionamentos assim, e segundo esse mesmo órgão esses casos aumentaram em 50% durante a pandemia.

É dentro desse contexto desafiador que surge a importância de fornecer orientações práticas e estratégias eficazes para ajudar as mulheres a saírem de relacionamentos abusivos e reconstruírem suas vidas com segurança e autonomia. Portanto, neste artigo, vamos explorar algumas diretrizes valiosas que podem servir como pontos de partida para mulheres que buscam escapar do ciclo de abuso e recuperar o controle sobre suas vidas.

  1. Reconheça os Sinais de Alerta - O primeiro passo para escapar de um relacionamento abusivo é reconhecer os sinais de alerta. Isso inclui comportamentos como controle excessivo, ciúmes patológico, isolamento social, manipulação emocional e violência física ou verbal. É crucial entender que nenhum relacionamento saudável deve incluir essas formas de comportamento e que é fundamental buscar ajuda ao identificar esses sinais.
  2. Busque Apoio de Amigos e Familiares - É comum que vítimas de relacionamento abusivo se sintam isoladas e incapazes de buscar ajuda. No entanto, é essencial quebrar esse ciclo de isolamento e buscar apoio de amigos e familiares de confiança. Eles podem oferecer suporte emocional, orientação e até mesmo abrigo seguro, se necessário. Não hesite em compartilhar sua situação com pessoas de confiança e buscar ajuda profissional quando necessário.
  3. Eduque-se sobre Relacionamentos Saudáveis - Uma maneira eficaz de evitar relacionamentos abusivos é educar-se sobre o que constitui um relacionamento saudável. Isso envolve entender os princípios de comunicação eficaz, respeito mútuo, consentimento e limites saudáveis. Ao reconhecer essas características, você estará melhor equipada para identificar comportamentos abusivos e tomar decisões que promovam sua segurança e bem-estar.
  4. Procure ajuda Profissional - Buscar ajuda profissional é fundamental para fugir de um relacionamento abusivo de forma segura e eficaz. Existem várias organizações e profissionais especializados em ajudar vítimas de violência doméstica e relacionamentos abusivos. Eles podem oferecer apoio emocional, orientação jurídica, abrigo seguro e recursos para ajudá-la a reconstruir sua vida longe do abusador.
  5. Tenha um Plano de Segurança - Ter um plano de segurança é essencial ao escapar de um relacionamento abusivo. Isso inclui identificar rotas de fuga seguras, guardar documentos importantes, ter um kit de emergência pronto e estabelecer códigos de segurança com amigos e familiares. Um plano de segurança pode ajudá-la a agir rapidamente em caso de emergência e garantir sua segurança durante o processo de saída do relacionamento abusivo.

Publicidade

Convidado deste artigo

Foto do autor Mayra Cardozo
Mayra Cardozosaiba mais

Mayra Cardozo
Mentora de mulheres e advogada, especialista em gênero. Idealizadora do método alma livre, criado para auxiliar mulheres a saírem de relacionamentos tóxicos e abusivos
Conteúdo

As informações e opiniões formadas neste artigo são de responsabilidade única do autor.
Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Estadão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.