Foto do(a) blog

Notícias e artigos do mundo do Direito: a rotina da Polícia, Ministério Público e Tribunais

‘Marte é aqui’: promotores se opõem à campanha do MP-SP com influencer que simulou usar tornozeleira

Promotores e procuradores de Justiça questionam conteúdo de vídeo e influenciadora @ruivinhademarte acabou desligada; agência de publicidade parceira do Ministério Público diz que participação foi ‘reavaliada’ e que perfil não ‘correspondia’ ao projeto

PUBLICIDADE

Foto do author Rayssa Motta
Por Rayssa Motta

Uma campanha lançada em janeiro pelo Ministério Público de São Paulo (MP-SP) para conscientizar a população sobre o déficit habitacional no Estado provocou inquietação entre promotores e procuradores de Justiça. Alguns se opõem ao conteúdo do vídeo intitulado ‘Marte é aqui’, um convite à reflexão sobre semelhanças das condições inóspitas do planeta vermelho com regiões de grande carência em São Paulo habitadas por famílias vulneráveis.

PUBLICIDADE

A repercussão interna foi tão grande que uma influenciadora, dona do perfil @ruivinhademarte, convidada para ajudar na divulgação, acabou desligada do projeto.

O material começou a ser divulgado há cerca de um mês. O que mais despertou críticas entre membros do MP foi a parceria com @ruivinhademarte. A influenciadora, que tem 6,6 milhões de seguidores no Instagram, publicou um vídeo nos stories convidando os seguidores a se engajarem no projeto.

“Se você é aqui do nosso planeta com certeza já deve ter notado que muitas pessoas investem bilhões para tornar Marte habitável. É por isso que o MPSP lança a campanha ‘Marte é aqui’, que é um projeto que joga luz sobre a falta de moradia digna em São Paulo e no Brasil. Então, manos e manas, você que está assistindo esse vídeo é o meu grande convidado para ajudar esse lindo projeto subindo a #marteEaqui. Nos ajude a levar essa mensagem até a via láctea, além de marte, além de todo o universo”, disse a influenciadora.

Campanha do Ministério Público de São Paulo busca conscientizar população sobre déficit habitacional no Estado. Foto: Reprodução/Campanha Marte é aqui/MP de São Paulo

Promotores e procuradores logo começaram a questionar a associação da influenciadora à imagem do Ministério Público. Eles resgataram um vídeo de humor em que a influencer simula usar tornozeleira eletrônica. A situação virou meme em grupos de WhatsApp.

Publicidade

O Estadão entrou em contato com a administradora do perfil @ruivinhademarte, que não respondeu aos e-mails. A reportagem apurou que o Ministério Público pediu que ela fosse desligada da campanha, medida que foi adotada - ‘Marte é aqui’ segue em exibição na página do Ministério Público.

Em nota, a agência VML, parceira do MP na campanha, informou que, “após reavaliação, constatou-se que o perfil da influenciadora não correspondia ao projeto”. “Por isso, ela foi desvinculada da campanha, que foi totalmente realizada de forma pro bono. Nenhum profissional envolvido nas ações recebeu cachê.”

O Ministério Público informou que a campanha ‘Marte é aqui’ continua no ar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.