PUBLICIDADE

Bruno Dantas sugere dicas culturais: uma série sobre Roma antiga e a voz de Maria Bethânia

Presidente do TCU indica ainda um livro de Jorge Amado que marcou sua adolescência na Bahia

Atualização:

BRASÍLIA - O presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), ministro Bruno Dantas, é soteropolitano de nascimento. Da infância e adolescência na Bahia, ele resgata as sugestões que dá para quem quer aproveitar horas de lazer para ler, ouvir e pensar.

Dantas recomenda a voz de Maria Bethânia e a escrita de Jorge Amado. Embora não seja um adepto de TV, indica uma série sobre a Roma antiga que o fisgou quando ficou de repouso em casa por conta de uma cirurgia.

Um livro:

O ministro está lendo hoje “Como as guerras civis começam e como impedi-las”, da cientista política norteamericana Barbara Walter. O livro segue a trilha das publicações contemporâneas de estudiosos que analisam os riscos aos regimes democráticos nas sociedades polarizadas. Mas não é essa publicação que Dantas quer recomendar. Lá da infância ele lembra que foi obrigado a ler na escola Capitães da Areia, de Jorge Amado. E é essa obra que Dantas indica. “Foi o livro que mais me marcou até hoje”, diz.

Capitães da Areia, de Jorge Amado, o livro que Bruno Dantas recomenda Foto: Reprodução / Estadão

Apesar de não ter se dado conta na primeira leitura obrigatória da crítica social contida no texto de Amado, elemento que só percebeu mais tarde numa releitura, o ministro se recorda do impacto que o livro lhe causou. O relato sobre as crianças abandonadas de Salvador vivendo em gangues. “Era o que a gente via. E tanto tempo depois dessa leitura pouca coisa mudou. A violência policial está ai e crianças continuam abandonadas”, afirma. Dantas diz que o livro continua uma importante referência para aqueles que querem entender a cena baiana e brasileira.

Uma série

PUBLICIDADE

Graduado e pós-graduado em direito, Bruno Dantas se diz um apaixonado por história antiga. O ministro confessa que não é muito de sentar na frente de uma TV, mas ainda assim tem uma série para sugerir. A produção que recomenda ele viu de uma tacada só quando estava em repouso em casa por conta de uma cirurgia. “Como dizem hoje, maratonei”.

Dantas se refere à série Roma, da HBO, que dramatiza a vida na capital do império romano na Era Antiga.

Uma música

Vem também da Bahia a voz melodiosa e forte que Dantas sugere para ouvir. A música faz parte da história familiar do ministro. Ainda criança na Bahia, costumava ouvir sua mãe, uma funcionária do Banco do Brasil, tirar os fins de semana para ligar o toca-discos, colocar o volume bem alto para ouvir Maria Bethânia.

Publicidade

Das interpretações da cantora, Dantas escolheu “Reconvexo”. “Essa música faz um jogo de palavras sobre coisas que a gente vê no Brasil e mescla com nosso dia a dia. Gosto também do rock brasiliense, do Capital Inicial e Legião Urbana, mas Reconvexo é imbatível”.


Ficha técnica:

Um livro: Capitães da Areia, Jorge Amado

Uma música: Reconvexo, Maria Bethânia

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.