Luís Barroso dá dicas culturais: Fernando Pessoa, Chico Buarque e tiras do Quino

Ministro do STF recomenda o poema ‘O Rio da Minha Aldeia’, a musica ‘Todo o sentimento’ e o livro ‘Toda Mafalda’

PUBLICIDADE

Atualização:

BRASÍLIA - Ler clássicos de gênios da história em quadrinhos e da literatura e ouvir canções de um nome consagrado da MPB estão entre as sugestões para o fim de semana feitas por um dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Luís Roberto Barroso recomenda tiras do argentino Quino, poema do português Fernando Pessoa e música de Chico Buarque.

Luís Roberto Barroso. Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

PUBLICIDADE

Homens e mulheres influentes na vida pública buscam nos livros, no audiovisual e na música momentos de prazer e até inspiração. O Estadão vai compartilhar todo sábado dicas do que lê, ouve e vê quem está no centro do poder. Algumas das sugestões podem vir como mensagens. Outras apenas como forma de passar um tempo longe das redes sociais e compensar as reuniões de trabalho e os eventos formais exaustivos da semana.

A convite do jornal, Barroso recomendou o livro Toda Mafalda, que reúne a obra completa das tirinhas de Quino com a personagem de frases desconcertantes, que fizeram sucesso mundial especialmente em tempos de ditadura nos países do continente.

Tirinha de Mafalda, de Quino Foto: Reprodução

Ainda para ler, Barroso recomenda o poema O rio da minha Aldeia, de Alberto Caeiro, heterônimo de Fernando Pessoa. O texto está incluído na antologia O eu profundo e outros eus. Os críticos consideram que a seleção mostra a essência do trabalho do poeta português.

Livro de Fernando Pessoa da biblioteca do ministro Barroso Foto: Reprodução / Arquivo pessoal

A edição do ministro é toda marcada por post its e os versos que mais gosta grifados como o poema principia com o verso: “O Tejo é mais belo que o rio que corre pela minha aldeia”. E se encerra com outros dois: “O rio da minha aldeia não faz pensar em nada; Quem está ao pé dele está só ao pé dele”.

Exemplar do livro de Fernando Pessoa da biblioteca do ministro Barroso Foto: Reprodução / Arquivo pessoal

No Brasil, o poema foi cantado por Tom Jobim.

Se após ouvir Jobim cantar Pessoa, os ouvidos pedirem mais, Barroso aconselha dar atenção para “Todo o sentimento”, de Chico Buarque.

Publicidade

O ministro também sugere uma série de TV: The West Wing. Já encerrada, a série tratava, em forma de ficção, dos bastidores da Casa Branca nos Estados Unidos. Ela foi exibida entre 1999 e 2006 e tinha como protagonista Josiah Bartlet, um presidente dos Estados Unidos do Partido Democrata interpretado por Martin Sheen.

Ficha técnica:

Um livro: Toda Mafalda, Quino

Uma poesia: O rio da minha aldeia, Fernando Pessoa

PUBLICIDADE

Uma música: Todo sentimento, Chico Buarque

Uma série: The West Wing

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.