EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Alcolumbre escolhe aliado para relatar nova indicação de Lula à DPU; saiba quem é

Presidente da CCJ designa um correligionário para a função após entendimento com governo sobre Flávio Dino e Paulo Gonet; entenda

PUBLICIDADE

Foto do author Eduardo Gayer
Por Eduardo Gayer
Atualização:

O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, Davi Alcolumbre (União Brasil-AP), vai designar o senador Jayme Campos (União Brasil-MT), seu colega de partido, para ser relator da indicação de Leonardo Magalhães ao comando da Defensoria Pública da União (DPU). Magalhães é um defensor público de carreira. A indicação foi feita pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e precisa ser aprovada na CCJ e no plenário do Senado.

É a segunda indicação de Lula à DPU. Em outubro, o Senado rejeitou, por 38 votos a 35, a indicação de Igor Roque para a DPU, em um recado ao Palácio do Planalto de insatisfação com a articulação política.

O presidente da CCJ do Senado, Davi Alcolumbre.  Foto: Foto: Edilson Rodrigues/Agência Senado

PUBLICIDADE

Para agora, a expectativa é que Leonardo Magalhães seja aprovado sem contratempos. Alcolumbre e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), estão trabalhando alinhados ao governo, em um esforço concentrado para aprovar diferentes indicações enviadas por Lula, como a de Flávio Dino ao Supremo Tribunal Federal (STF) e de Paulo Gonet à Procuradoria-Geral da União (PGR).

O clima entre Alcolumbre e Pacheco com o Palácio do Planalto melhorou após o líder do governo na Casa, Jaques Wagner (PT-BA), votar a favor da PEC que limita as decisões monocráticas de ministros do STF. O texto é patrocinado por Alcolumbre, que deve suceder Pacheco no comando do Congresso a partir de 2025 com apoio de petistas e bolsonaristas.

Jayme Campos é um crítico do governo, por exemplo, nos vetos ao marco temporal e à prorrogação da desoneração da folha de pagamento, e promete votar pela derrubada dos vetos no Congresso. Ao mesmo tempo, apoia a indicação de Dino ao STF.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.