EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Lira defende articulação de Haddad: apesar de ler muito livro, ele conversa muito

Presidente da Câmara fez declaração ao receber do ministro da Fazenda o projeto de regulamentação da reforma tributária

PUBLICIDADE

Foto do author Wilton Junior
Por Wilton Junior

O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defendeu o trabalho de articulação que o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, está fazendo junto ao Legislativo para avanço da pauta econômica do governo. “Apesar de ler muito livro, ele conversa muito”, afirmou o congressista nesta quarta-feira, 24.

PUBLICIDADE

Lira fez a declaração frente ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, e líderes partidários, no momento em que Haddad entregou ao Congresso um dos projetos de regulamentação da reforma tributária. A mensagem faz uma alusão à cobrança que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva fez ao ministro no início da semana. Na ocasião, Lula disse que seu partido, o PT, tem poucos congressistas num universo de 513 deputados e 81 senadores e pediu mais empenho da equipe.

“Isso significa que o (vice presidente Geraldo) Alckmin tem de ser mais ágil, tem de conversar mais. O (ministro da Fazenda, Fernando) Haddad tem de, sabe, ao invés de ler um livro, ele tem de perder algumas horas conversando no Senado e na Câmara”, afirmou o presidente.

O ministro da fazenda, Fernando Haddad, entrega do projeto de regulamentação da reforma tributária aos presidentes da Câmara, Arthur Lira, e do Senado, Rodrigo Pacheco.  Foto: Wilton Junior/ Estadao
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.