EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

Pacheco aumenta pressão sobre Campos Neto sem partir para o bate-boca

Senado vai acelerar a pauta econômica antes das férias para cobrar do Banco Central queda de juros

PUBLICIDADE

Foto do author Roseann Kennedy
Por Roseann Kennedy

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), quer encerrar o semestre com votações para ajudar o governo Lula na área econômica. O objetivo é passar um recado claro ao Banco Central e reforçar a pressão pela redução dos juros com o cenário fiscal “arrumado”, sem precisar fazer críticas diretas ao presidente da autarquia, Roberto Campos Neto. Até porque o palco do “bate-boca” sobre a taxa Selic já está montado para o dia da sabatina de Gabriel Galípolo, indicado para a diretoria de Política Monetária do BC.

BRASILIA DF NACIONAL ASSEMBLEIA CONSTITUINTE ABERTURA 03-05-2023 Presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco, participa da abertura do seminv°rio Bicentenv°rio da 1¬™ Assembleia Constituinte ‚Äì 1823. FOTO Rosinei Coutinho/STF Foto: Rosinei Coutinho/STF

PUBLICIDADE

O foco dos parlamentares é garantir ao governo mais entrada de dinheiro em caixa e aprovar pautas defendidas pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad. Uma delas é o projeto de lei que restabelece o voto de qualidade favorável no Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf). A equipe econômica estima que a medida traga mais de R$ 50 bilhões por ano aos cofres públicos.

A expectativa é que o projeto do Carf seja votado pela Câmara na segunda-feira e siga imediatamente para o Senado. Além disso, há uma articulação em curso pela aprovação de uma nova proposta de repatriação. Será a terceira deste tipo.

“O Brasil precisa crescer e todo o trabalho vai ser nesse sentido. Precisamos buscar novas fontes de receita”, disse o líder do MDB, Eduardo Braga (MBD-AM).

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.