PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Coluna do Estadão

| Por Roseann Kennedy

Roseann Kennedy traz os bastidores da política e da economia, com Eduardo Gayer e Augusto Tenório

O que Tarcísio conversou com o presidente da CPI do MST

O Republicanos é o partido do governador de São Paulo e do deputado Zucco, que fazem oposição ao governo Lula. Mesmo assim, foi a legenda que começou a esvaziar a CPI

Foto do author Augusto Tenório
Por Augusto Tenório
Atualização:

O governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas, conversou na noite desta quarta-feira, 09, com o deputado Tenente-Coronel Zucco (RS). De acordo com interlocutores próximos ao parlamentar, o presidente da CPI do MST sugeriu ao gestor conversar sobre uma eventual saída do Republicanos. Foi o partido que deu o primeiro passo para entregar o controle do colegiado à base governista. A legenda será contemplada em breve com um ministério no governo Lula.

O governador Tarcísio Gomes de Freitas e o deputado Tenente-Coronel Zucco Foto: Divulgação7

PUBLICIDADE

Zucco afirmou que, se o Republicanos continuar desrespeitando a direita, procurará maneiras “de fazer as malas” e manter o mandato. O deputado propôs a Tarcísio que fizesse o mesmo. O governador, por sua vez, disse estar insatisfeito e avaliou a proposta. Ele é ex-ministro do governo Jair Bolsonaro (PL) e é uma das principais apostas da direita. Dessa forma, estar num partido que seja “oposiverno” seria um risco eleitoral.

Pesou para a conversa a amizade mantida entre Zucco e Tarcísio. Eles se conhecem há mais de 30 anos, desde quando foram colegas na Academia Militar das Agulhas Negras, no início da década de 1990.

Trocas na CPI do MST

O Republicanos retirou, ainda na terça-feira, 08, dois deputados bolsonaristas na CPI do MST. O movimento foi seguido por outros partidos do Centrão, como PP e União Brasil, dando à base governista maioria no colegiado. A derrota para a oposição foi tamanha que Zucco abriu a sessão, na tarde desta quarta, e encerrou em aproximadamente 20 segundos. Foi uma maneira de não ver os requerimentos sendo rejeitados diante do novo quadro.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.