PUBLICIDADE

Deputado estadual tem escritório de apoio invadido em Osasco

Segundo assessoria de Emídio de Souza (PT), o espaço político teve armários e gavetas arrombados; essa é a segunda invasão a escritórios de apoio de parlamentares petistas em menos de uma semana

Foto do author Natália Santos
Por Natália Santos
Atualização:

O escritório do deputado estadual paulista Emídio de Souza (PT) foi invadido no último final de semana. Localizado na cidade de Osasco, na grande São Paulo, o espaço foi ocupado por criminosos que usaram um pé-de-cabra para estourar a única grade não ligada ao sistema de alarmes. Emídio é também pré-candidato do PT à prefeitura de Osasco.

O crime foi identificado pelos assessores do parlamentar na segunda-feira, 9, ao chegarem para o trabalho. “Infelizmente fomos alvos de ações criminosas. Assessores chegaram para trabalhar e encontraram o escritório vandalizado. Não tinha ninguém na hora da ocorrência e, por ora, não constatamos a falta de nada. Vou tomar medidas para que esse bandido pague pelo crime que cometeu”, disse o parlamentar em uma rede social.

O escritório do deputado estadual paulista Emídio de Souza (PT) foi invadido no último final de semana. Foto: ALESP

PUBLICIDADE

Em nota, a assessoria do deputado informou que os criminosos arrombaram armários e gavetas; e espalharam documentos. O caso já está sendo apurado pelo 5º Distrito Policial de Osasco e perícia foi acionada. O circuito de câmeras do espaço estão sendo analisadas.

O diretório municipal do PT em São Paulo prestou solidariedade ao deputado e repudiou o ocorrido. “É imprescíndivel que as autoridades investiguem e que esses graves ocorridos não fiquem impunes”, disse em nota.

Essa é a segunda invasão a escritórios de apoio de parlamentares petistas e paulistas em menos de uma semana. Na última segunda-feira, 2, o deputado federal Alencar Santana (PT-SP) teve a sua sede parlamentar política em Guarulhos atacada durante a madrugada. “Roubaram computadores e outros equipamentos. Destruíram as instalações, deixaram inscrições atacando o PT. A polícia já está investigando, mas aviso que não seremos intimidados por violência de qualquer natureza!”, disse o parlamentar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.