Maranhão demite Claudio Lessa, diretor da Secretaria de Comunicação e responsável pela TV Câmara

A decisão, segundo o presidente interino da Câmara, já havia sido tomada e nada tem a ver com a transmissão ao vivo da entrevista coletiva de Eduardo Cunha (PMDB-RJ) feita pela emissora, na manhã desta terça-feira, 21

PUBLICIDADE

Por Daiene Cardoso
Atualização:
Waldir Maranhão (PP-MA), presidente interino da Câmara Foto: Dida Sampaio|Estadão

BRASÍLIA - O presidente interino da Câmara, Waldir Maranhão (PP-MA), demitiu nesta terça-feira, 21, o diretor da Secretaria de Comunicação, Claudio Lessa, responsável pela TV Câmara. A emissora criada para divulgar as atividades parlamentares transmitiu nesta terça-feira, 21, ao vivo a entrevista coletiva do presidente afastado da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que foi condenado por parlamentares. A presidência alega que o motivo da demissão não está relacionado com a transmissão desta manhã.

PUBLICIDADE

"Essa questão já estava decidida. Eu estava apenas aguardando o retorno das férias. As pessoas passam e as instituições ficam. Trata-se de um bom profissional que cumpriu sua missão com zelo e responsabilidade", disse Maranhão. Lessa voltou de férias nesta segunda-feira, 20, e, como é servidor da Casa, será realocado para outra função.

Segundo a assessoria de imprensa da presidência da Câmara, a decisão de transmitir o pronunciamento de Cunha foi de caráter jornalístico, e nem o comando da Casa sabia que haveria transmissão ao vivo. 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.