EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores da política e da economia, com Julia Lindner e Gustavo Côrtes

Mudança de postura do Brasil sobre guerra da Ucrânia será pauta de encontro com chanceler da China

País asiático passou a defender o cessar-fogo

Foto do author Mariana Carneiro
Por Mariana Carneiro
Atualização:

A mudança de tom do Brasil para o conflito na Ucrânia será um dos assuntos do ministro Mauro Vieira (Relações Exteriores) com Qin Gang, chanceler da China, na reunião bilateral que eles terão na semana que vem em Nova Délhi, paralela ao encontro do G20.

(FILES) In this file photo taken on December 13, 2022, Ambassador Mauro Vieira, nominated for Foreign Affairs Minister by Brazil's President-elect Luiz Inacio Lula da Silva, attends the closing session of the thematic groups of the transition government in Brasilia. - Brazil's new President, Luiz Inacio Lula da Silva, holds his first cabinet meeting on January 6, 2023. (Photo by EVARISTO SA / AFP) 

MISSÃO. A China apoia a Rússia, mas nesta sexta (24) defendeu o cessar-fogo. Vieira também viaja com a missão de buscar na Índia o apoio de outros chanceleres, principalmente dos países que integram o BRICs, na tentativa de mediação do conflito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.