PUBLICIDADE

Por Haddad, Dilma diz que 'mete o bico em SP'

Por Daiene Cardoso
Atualização:

A presidente Dilma Rousseff, participou na noite desta segunda-feira, pela primeira vez, de um comício eleitoral em prol do candidato do PT à Prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, na zona leste da Capital. Em seu discurso, Dilma disse que participava da campanha do correligionário com gosto "de meter o bico" em São Paulo. "Estou aqui hoje metendo meu bico nesta eleição porque para o Brasil, São Paulo é, sobretudo, o lugar onde milhares de brasileiros vivem. Não tem como dirigir o Brasil sem meter o bico em São Paulo", disse a presidente, numa referência direta às críticas do adversário de Haddad neste pleito, o tucano José Serra.Ainda em resposta às críticas dos tucanos, Dilma enalteceu a gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, arrancando do público o famoso bordão: ''olê, olê, olá, Lula, Lula'' e emocionando o ex-presidente petista. "Fico mais feliz ainda quando estou com o Lula porque sabemos que se tem um homem neste País que fez a diferença, este homem se chama Luiz Inácio Lula da Silva. É um homem que o mundo respeita e está no coração porque merece estar no coração porque mudou o nosso País. Tenho muito orgulho de suceder o Lula porque ele deixou uma herança bendita", disse, alfinetando os opositores: "Tem gente por aí que tenta mudar essa situação, mas não se muda o fato de que ninguém vai tirar de nós essa herança bendita que Lula nos deixou."No comício, que teve a participação, dentre outros, de Haddad, Lula, da ministra da Cultura, Marta Suplicy, do senador Eduardo Suplicy, de Ana Estela, mulher do candidato, que foi elogiada pela presidente, e de correligionários da coligação de Haddad, a presidente pediu que os presentes votassem em Haddad, votassem no ''13'', no dia das eleições. E elogiou o candidato petista: "Fernando Hadad é um realizador de sonhos, uma pessoa que asseguro, é um homem decente, honesto, trabalhador, este homem que eu tenho certeza que pode dirigir a prefeitura de São Paulo. Venho aqui hoje dar o meu testemunho em favor de Fernando Haddad, tenho certeza que São Paulo crescerá, se desenvolverá e será uma cidade muito mais humana."Dilma lembrou que esteve presa em São Paulo e agradeceu ''a proteção'' que a cidade lhe proporcionou naquele período difícil. "Estive presa aqui, São Paulo faz parte da minha luta e foi uma cidade que me acolheu, me protegeu, cidade a qual devo não só respeito por ser a maior cidade do Brasil, mas devo gratidão por ter me protegido, ter me acolhido", frisou, e pediu novamente votos para o candidato petista neste pleito: "Venho ajudar Haddad porque sei quem é, conheço, não falo mal de ninguém, mas este pessoal que vive falando mal dos outros, devemos ficar de olho aberto, são intolerantes, este pessoal não é o nosso pessoal. O Haddad é companheiro de fé porque melhorou a nossa educação, levando esperança a quem não tinha."

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.