PUBLICIDADE

‘Meu negócio não é STF, é Alexandre de Moraes’, avisa Malafaia antes de ato pró-Bolsonaro no Rio

Pastor que organiza ato político em defesa de Bolsonaro sinaliza que fará discurso dura contra o ministro da Suprema Corte

Foto do author Hugo Henud
Por Hugo Henud
Atualização:

RIO DE JANEIRO - O pastor evangélico Silas Malafaia, um dos organizadores do ato pró-Jair Bolsonaro marcado para este domingo, 21, na Praia de Copacabana, Rio de Janeiro, afirmou que seu foco é o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF).

“Meu negócio não é STF, meu negócio é Alexandre de Moraes”, disse ao Estadão. “Vamos mostrar através de fatos o que está acontecendo nesse País.”

O pastor deu a declaração ao chegar ao hotel que fica próximo ao local da manifestação e onde Bolsonaro passou a noite.

Jair Bolsonaro e Silas Malafaia em ato político realizado em fevereiro, em São Paulo Foto: @PastorMalafaia via X

Em uma escalada contra Moraes, Malafaia tem dito que não teme ser preso e que já preparou vídeos que serão soltos na internet caso venha a ser encarcerado.

Na quinta-feira, Malafaia disse que vai “botar para quebrar” em seu discurso. O ato vai reunir parlamentares e governadores em Copacabana como forma de demonstrar apoio popular diante das investigações em andamento no STF que pressionam Bolsonaro com risco de prisão.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.