PUBLICIDADE

Chuva volta a interditar Rodovia Rio-Santos na região de São Sebastião; veja situação das estradas

Houve queda de árvores e novos deslizamentos em ao menos três pontos da rodovia após chuvas na noite de segunda, segundo o DER

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela

SOROCABA – As chuvas que atingiram o litoral norte de São Paulo na noite desta segunda-feira, 27, causaram a queda de árvores e novos deslizamentos na Rodovia Rio-Santos, no trecho de São Sebastião. Há uma semana, a cidade foi afetada por temporais que já resultaram na morte de 64 pessoas. A rodovia, que ficou bloqueada durante seis dias, voltou a ser interditada em ao menos três pontos, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER).

Uma queda de barreira cobriu a pista nos dois sentidos, no km 134, entre as praias de Barequeçaba e Toque Toque. Houve ainda quedas de árvores no km 132 e no km 138, com interdição total da rodovia. Na manhã desta terça-feira, 28, equipes do órgão estadual ainda trabalhavam para completar a remoção dos obstáculos.

Equipes do DER trabalham na desobstrução da Rio-Santos, que voltou a ser atingida pelas chuvas, na região de São Sebastião. Foto: Prefeitura de São Sebastião/Divulgação

PUBLICIDADE

Devido às chuvas, o trecho do km 174 ao 176 da rodovia, entre Bertioga e São Sebastião, continua com operação por comboio. Já entre São Sebastião e Ubatuba, no km 164, em Boiçucanga, o tráfego flui no sistema pare e siga. Entre o 136 e o 142, região de Guaecá, os veículos passam por uma faixa reversível.

Outro acesso à região, a Rodovia Mogi-Bertioga continua totalmente interditada no km 62, no trecho de serra, onde houve um afundamento da pista. A rota alternativa para os motoristas é o Sistema Anchieta-Imigrantes.

No Vale do Paraíba, a queda de seis árvores durante as chuvas bloqueou totalmente a BR-459, no município de Lorena, na noite de segunda-feira. A rodovia ficou interditada nos dois sentidos entre o km 27 e o km 28. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), equipes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros trabalharam na desobstrução da via, que liga a região paulista ao sul de Minas Gerais. O tráfego foi restabelecido na madrugada desta terça.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.