PUBLICIDADE

Médico é investigado por importunação sexual durante cirurgia na Santa Casa de SP

Profissional teria passado a mão na região genital da paciente; conduta foi filmada e denunciada à direção do hospital, que afastou o médico e abriu sindicância para apurar o caso

PUBLICIDADE

Por Fabio Grellet
Atualização:

Um médico residente em ortopedia na Santa Casa de São Paulo foi afastado e é alvo de uma investigação depois de ser denunciado por importunação sexual. A instituição confirmou o caso, mas não divulgou o nome do investigado.

PUBLICIDADE

O episódio ocorreu durante uma cirurgia, há duas semanas, e foi divulgado inicialmente pelo jornal Folha de S.Paulo. O médico teria passado a mão na região genital da paciente, e a conduta foi filmada e denunciada de forma anônima à direção da Santa Casa.

Em nota, a instituição afirma que “recebeu denúncia anônima sobre importunação sexual ocorrida em suas dependências. O profissional envolvido foi imediatamente afastado após o recebimento da denúncia. Foi instaurada sindicância interna”.

Fachada da Santa Casa de São Paulo: importunação sexual que teria ocorrido durante cirurgia está sendo investigada Foto: Gabriela Biló/Estadão

A Santa Casa afirma ainda que está prestando “assistência e acolhimento” à vítima, e cuidando para que “a apuração ocorra de maneira irrestrita e sigilosa, para que seja preservada a privacidade” dela.

“A Santa Casa reitera que repudia veementemente qualquer ato de assédio ou importunação que fira a dignidade humana”, afirma ainda a mensagem. “A sindicância seguirá no firme propósito de apurar toda e qualquer responsabilidade”, conclui o hospital.

O caso ainda não foi denunciado à Polícia Civil nem ao Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp), mas a entidade de classe afirmou em nota que vai abrir uma investigação sobre o caso, que tramitará sob sigilo.