Pitbull mata tutor em SP nove dias após Roseana Murray ser atacada por cães da mesma raça

Novo caso, na cidade de Mogi Mirim, ocorreu quando a vítima teve um ataque epilético; vizinho matou o cachorro, que tentou morder outras pessoas

PUBLICIDADE

Foto do author José Maria Tomazela
Por José Maria Tomazela
Atualização:

Um cão da raça pitbull atacou e matou com mordidas no pescoço o próprio tutor na manhã deste domingo, 14, em Mogi Mirim, no interior de São Paulo. A vítima era epilética e, segundo a polícia, foi atacada durante uma crise de epilepsia. Um guarda municipal, vizinho da família, ouviu os gritos e, na tentativa de prestar socorro, matou o animal com um tiro.

Pitbull mata tutor após ele passar mal em quintal de casa em Mogi Mirim Foto: Reprodução/Polícia Militar de São Paulo

A vítima, Hugo Otávio Tobias, tinha 31 anos e tomava remédios controlados para evitar as crises epiléticas. Um irmão, a mulher e dois filhos dele estavam na residência, no bairro Parque das Laranjeiras. No início do mês, a escritora Roseana Murray, de 73 anos, foi alvo de um ataque semelhante em Saquarema, no Rio, e teve de amputar o braço.

PUBLICIDADE

Tobias sofreu o ataque dentro da própria casa. O cão avançou e o atacou com várias mordidas, principalmente na garganta.

O irmão tentou laçar e afastar o animal, mas não conseguiu. Os gritos da família atraíram os vizinhos. O guarda municipal pulou o muro que separa as residências e tentou socorrer a vítima, mas o cão estava muito agitado e tentava atacar a todos. Ele, então, matou o pitbull com um tiro.

Acionada pelo Corpo de Bombeiros, uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) constatou a morte da vítima por hemorragia. A ocorrência foi registrada pela Polícia Militar e o caso será investigado pela Polícia Civil.

Escritora perdeu o braço em ataque

A escritora Roseana Murray, de 73 anos, foi atacada por três cães pitbull, no último dia 5, quando caminhava pela rua de Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Um dos nomes mais reconhecidos da literatura infantil, ela sofreu ferimentos graves e perdeu o braço direito após o ataque. Três pessoas que cuidavam dos cachorros foram presas em flagrante no mesmo dia da ocorrência.

Em publicação em sua página no Instragram neste domingo, Roseana contou que ainda está em recuperação no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Alberto Torres e citou o mito do Cérbero, o cachorro de três cabeças que tomava conta da passagem dos recém-mortos para o outro mundo.

Publicidade

“Os três cães que me atacaram pareciam o Cérbero, o cão de três cabeças, prontos para me levar para a morte”, escreveu.

Como mostrou o Estadão, a raça de cães American Pit Bull Terrier surgiu do cruzamento de linhagens dos antigos buldogues com os terriers no século 19. O resultado foram cães muito resistentes à dor, rápidos e fortes.

O pitbull foi registrado pela primeira vez em 1898, na United Kennel Club, nos Estados Unidos. As características desses animais favoreceram que fossem usados em rinhas para lutar com outros cães.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.