PUBLICIDADE

Prefeitura de SP decide pela demolição de palacete histórico na Bela Vista; veja fotos

Abandonado há anos, imóvel corre risco de desabamento; liberação depende do aval do Departamento do Patrimônio Histórico

Foto do author Caio Possati
Por Caio Possati
Atualização:

O Casarão das Muletas, palacete histórico localizado no bairro da Bela Vista, centro de São Paulo, deverá ser demolido, informou a Prefeitura da capital na noite desta segunda-feira, 22. O imóvel, que fica no número 376 da Rua Artur Prado, corre risco de desabamento, segundo a Defesa Civil do Estado, e vinha assustando moradores da região com a possibilidade de colapsar.

Casarão histórico na Bela Vista deverá ser demolido, de acordo com a Prefeitura de São Paulo. Foto: ALEX SILVA/ESTADÃO

PUBLICIDADE

No último dia 13, parte da habitação, que se encontra abandonada, deteriorada e sustentada por uma série de estacas de madeira - que dá origem ao apelido “muletas” -, cedeu. Após o episódio, o local e parte de um prédio ao lado foram interditados, e a administração municipal passou a estudar a possibilidade de fazer uma reforma ou demolir a construção, que é tombada como patrimônio histórico da cidade desde 2002.

A decisão dependia de um laudo feito por técnicos da Subprefeitura Sé. “A Prefeitura de São Paulo, por meio da Subprefeitura Sé, concluiu o laudo a respeito das condições da edificação, com o resultado favorável pela demolição imediata do imóvel por risco de colapso”, disse a administração municipal em nota.

Casarão foi construído em 1913 e tombado como patrimônio histórico em 2002 Foto: ALEX SILVA/ESTADÃO

A liberação da demolição do palacete depende também do aval do Departamento do Patrimônio Histórico do Município, que vai avaliar o laudo enviado pela administração regional. De acordo com a Prefeitura, a Subprefeitura Sé “já iniciou o processo para contratação emergencial” do serviço.

Em entrevista à TV Globo na última segunda-feira, 15, o subprefeito da Sé, Álvaro Camilo, definiu a situação como “emergencial”. A administração regional também afirmou que entraria em contato com o proprietário do casarão, mas, no anúncio desta segunda, a prefeitura afirmou que a pessoa “ainda não foi localizada”.

Imóvel histórico e parte de um prédio ao lado foram interditados na semana passada Foto: ALEX SILVA/ESTADÃO

Conforme consta no site São Paulo Antiga, o casarão da Bela Vista foi construído em 1913 e serviu de “residência para a família Ribeiro da Luz até meados da década de 80″. O local não serve como residência há anos, e foi tombado como patrimônio histórico em 2002. Com o tempo, o palacete se deteriorou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.