PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

O blog voltado ao cidadão e ao consumidor

Rappi Brasil: leitor cobra ressarcimento de plataforma de entrega

Empresa lamenta o ocorrido e informa que já entrou em contato com o cliente e solucionou o caso

PUBLICIDADE

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

Flávio Sartori reclama de cobrança indevida do Rappi. Fez uma compra, mas a plataforma não realizou a entrega corretamente.

Reclamação de Flávio Sartori: “Desde março, estou com um problema de cobrança indevida com o Rappi. Geralmente, em compras de supermercados, efetuamos o pagamento do total e, no caso de algum produto faltante, a plataforma retorna o valor correspondente. Da última vez, fiz uma compra no valor de R$ 38,64, debitado no cartão e alguns produtos não foram enviados. Neste caso, a cobrança correta da compra deveria ter sido de R$ 7,74. Desde então, o Rappi se recusa a realizar o reembolso do valor, demorando prazos absurdos de até doze dias úteis para análise do caso, sem resolução. O prazo aumentou e nada de solução para o meu caso. Tenho vários atendimentos via chat, sem sucesso. Posteriormente, em mais uma tentativa de solucionar o caso, após aguardar mais um prazo indicado por eles, recebi a informação que eu infringi os termos do site, e por isso, meu reembolso não será mais efetuado. Sem mais explicações, o chat na plataforma foi encerrado, não há opção por atendimento por telefone e não consigo ter o valor ressarcido pelo Rappi. Já me ofereceram a devolução em créditos no site, mas o pagamento foi feito em cartão, e não quero o reembolso em créditos no site - visto que não pretendo voltar a usar o serviço. Tenho a nota fiscal da compra, a tela com a cobrança no cartão e o valor indevido. Minha queixa é mais pela falta de respeito da plataforma de entrega.”

Leitor cobra ressarcimento de plataforma de entrega. Foto: Pixabay/Mediamodifier

Resposta do Rappi Brasil: “O Rappi Brasil lamenta o ocorrido e informa que já entrou em contato com o cliente e solucionou o caso.”

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.