Meningite meningocócica: Rio de Janeiro monitora casos após quatro confirmações em 1 mês

Estado e município criam estratégias para conter a doença; vacinação foi intensificada

PUBLICIDADE

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro está monitorando casos de meningite meningocócica em Campos dos Goytacazes, município do interior, após quatro confirmações em menos de um mês. Tratam-se de uma criança de 1 ano, outra de 3 anos, um adolescente de 17 anos e um jovem de 28 anos.

PUBLICIDADE

Dos quatro casos confirmados, nenhum apresenta histórico de esquema vacinal completo contra a meningite meningocócica. Todos os pacientes são do sexo masculino e de bairros diferentes da cidade: Tocos, Jockey Club, Penha e Morro do Coco.

Em todo o ano de 2022, a cidade de Campos dos Goytacazes teve apenas dois casos de meningite, segundo a secretaria estadual. Em 2023, o Estado do Rio de Janeiro contabiliza, até o momento, 26 casos e cinco óbitos provocados pela meningite meningocócica. Os dados são do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan) e estão sujeitos à alteração.

Com a confirmação dos casos, Estado e município criaram estratégias para conter a doença. A prefeitura de Campos dos Goytacazes, em parceria com secretaria de Saúde estadual, está intensificando a vacinação contra a meningite meningocócica no município, depois da detecção de quatro casos na cidade em menos de 30 dias.

De forma preventiva, também foi iniciado o tratamento precoce das pessoas que tiveram contato próximo com os pacientes infectados.

“Entre as ações de curto prazo já realizadas pelas equipes do município de Campos estão a atualização do cartão vacinal nas creches e escolas dos pacientes e ações nos quatro bairros que apresentaram casos, além da quimioprofilaxia dos contactantes, ou seja, tratamento precoce com uso de antibióticos em quem teve contato com os pacientes”, afirmou a pasta estadual.

Como estratégia de médio prazo, a secretaria distribuirá mais doses do imunizante para a cidade. O objetivo é que a vacinação seja intensificada para crianças até 10 anos de idade contra a Meningite C e entre 11 e 14 anos com a vacina ACWY (imunizante para os demais tipos da doença). “Outra medida foi um alerta emitido à rede assistencial de Campos para percepção de casos com diagnóstico similar ao da meningite”, disse a secretaria estadual.

Publicidade

A Prefeitura de Campos dos Goytacazes, em parceria com secretaria de Saúde estadual, está intensificando a vacinação contra a meningite meningocócica no município, após surgimento de casos. Foto: Rafael Arbex/ Estadão

As medidas foram tomadas após uma reunião emergencial, realizada na semana passada, para analisar a situação epidemiológica de Campos dos Goytacazes. O encontro virtual foi o primeiro do tipo envolvendo os recursos do novo Centro de Inteligência em Saúde (CIS) da secretaria estadual do Rio. A reunião também contou com a participação de representantes do Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).

A secretaria estadual afirma que, apesar do alerta, a cidade de Campos dos Goytacazes ainda não vive um surto da doença. A secretaria seguirá vigilante ao cenário epidemiológico na região para adotar novas medidas para conter a transmissão da doença.

Em alerta diante da situação, o infectologista Rodrigo Carneiro, subsecretário da Subsecretaria de Atenção Básica, Vigilância e Promoção da Saúde (Subpav), órgão vinculado a Secretaria Municipal de Saúde de Campos dos Goytacazes, afirma, porém, que a ocorrência de um número elevado de casos, em um curto período de tempo, indica um risco de surto da doença meningocócica na cidade. Ações devem ser mantidas para evitar que a situação se agrave.

“Reforçamos para a população que a principal forma de prevenir o aparecimento dessas patologias é através da vacinação”, disse.

O que é meningite?

PUBLICIDADE

A meningite é um processo inflamatório das meninges – membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal – que pode ser causado por vírus ou bactérias. Existem vários tipos de meningite, sendo uma das mais graves e que potencialmente pode levar a sequelas irreversíveis e principalmente o óbito, é a meningite meningocócica.

“A doença causa uma apreensão maior porque essa é potencialmente transmissível, principalmente entre crianças pequenas e pessoas imunodeprimidas. Nós acendemos o sinal amarelo no município de Campos dos Goytacazes para a ocorrência desses casos. Estamos vigilantes e vamos continuar observando os casos”, afirmou Carneiro.

Ele reforça ainda que todos os postos de vacinação têm a vacina contra a meningite meningocócica e pede aos pais e responsáveis que levem as crianças e os adolescentes de até 15 anos incompletos para que eles atualizem a caderneta de vacinação.

Publicidade

Quatro casos confirmados em Campos dos Goytacazes

Segundo a Secretaria da Saúde de Campos dos Goytacazes, o primeiro caso foi do adolescente de 17 anos, que deu entrada no Hospital São José (HSJ) no dia 26 de junho. O paciente foi transferido para o Hospital Ferreira Machado (HFM) e recebeu alta médica no último dia 6.

O bebê de 1 ano deu entrada na pediatria do HFM no último dia 4 de julho. Ele teve alta no dia 18 de julho.

Em altaSaúde
Loading...Loading...
Loading...Loading...
Loading...Loading...

A outra criança, de 3 anos, deu entrada na unidade no mesmo dia 4. O menino segue internado, em isolamento, na Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica.

Já o jovem de 28 anos deu entrada no dia 13 de julho na UPH de Morro do Coco, foi transferido e segue internado em isolamento na enfermaria do HFM.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.