PUBLICIDADE

Transmissão ao vivo discute pesquisa para mapear casos de covid-19 no Brasil

Live ocorre nas redes do jornal às 16 horas; perguntas podem ser enviadas no grupo #EstadãoInforma: Coronavírus no Facebook

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Nesta quinta-feira, 23, o 'Estadão' entrevista em transmissão ao vivo o epidemiologista e reitor da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL), Pedro Hallal. O especialista vai tirar dúvidas sobre o isolamento social e explicar a pesquisa nacional que coordena. A transmissão ocorre às 16 horas na página do Facebook do jornal.

Hallal é o coordenador-geral do estudo epidemiológico nacional que busca mapear a parcela da população que já entrou em contato com o novo coronavírus utilizando técnicas de pesquisas eleitorais. Os resultados do Rio Grande do Sul, primeiro estado onde foi aplicada, mostram um número de casos 15 vezes maior do que o confirmado pelo governo. 

Pedro Hallal é epidemiologista e ex-reitor da Universidade Federal de Pelotas Foto: Divulgação/UFPel

PUBLICIDADE

Os leitores podem participar ao vivo nos comentários e também com o envio prévio das perguntas, que deve ser feito por meio do grupo #EstadãoInforma: Coronavirus, espaço no Facebook para discussão e troca de informações sobre a pandemia, aberto a todos os leitores do Estadão. 

Esta é a sexta semana de transmissões ao vivo sobre temas relacionados ao novo coronavírus e as maneiras como a pandemia afeta nossa vida. Na quarta-feira, a entrevistada foi a psicóloga Rosely Sayão.

O jornal disponibilizou seus principais conteúdos sobre a epidemia gratuitamente aos leitores que não são assinantes. Foi criado também o Boletim Coronavírus, newsletter aberta a todos com as principais notícias do dia sobre o tema.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.