Sucuri de mais de 6 metros é flagrada em fazenda de Goiás; veja vídeo

Biólogo calcula que a cobra tenha entre cem e cento e vinte quilos; espécie é uma das maiores do mundo

Por Andreia Bahia
Atualização:

GOIÂNIA - O biólogo Delcí Arruda fazia uma ronda na fazenda onde é gestor, na manhã desse domingo, 27, na cidade de Porteirão, a 180 km de Goiânia, quando avistou uma sucuri verde de 6,20 metros atravessando a estrada que corta um aterro da fazenda. Segundo o biólogo, essa é uma aparição rara, pois essa espécie de cobra se locomove muito pouco e sempre à noite. “Ela é muito sensível ao sol e só saiu do lugar onde estava porque o dia estava chuvoso”, explica.

Sucuri gigante estava próximo a um rio em uma região rural de Goiás. Foto: Reprodução/ Instagram: @deuciarruda

Além disso, cobras desse tamanho se alimentam de animais de porte médio, como capivaras, veados, jacarés. Em geral, elas ficam cerca de 6 meses fazendo a digestão. Essa espécie também não sai para caçar quando está gestando, o que vai de 7 a 8 meses. A época de acasalamento desses animais vai de março a junho, segundo o biólogo.

PUBLICIDADE

Arruda acredita se tratar de uma fêmea, já que os machos são mais finos - ele calcula que ela pesa de 100 a 120 quilos - e provavelmente estaria caçando. Essa espécie de cobra é endêmica em Goiás e comum na região da fazenda, que fica em uma área de nascente. A sucuri é um animal semiaquático.

Essa foi a segunda vez que Arruda avistou uma sucuri na fazenda. A primeira vez foi à noite e ele acredita que a cobra era ainda maior do que a que viu neste fim de semana. As sucuris verdes podem chegar a 10 metros.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.