PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Blog do Viagem & Aventura

Apresentando a versão suíça do macaron

Enquanto os franceses enchem a boca ao falarem da fama irresistível do seu tradicional doce macaron, os suíços - que já se gabam por deter as fábricas mais fantásticas de chocolates - não perdem tempo e vão logo abocanhar um delicioso luxemburgerli.

PUBLICIDADE

Atualização:

 Foto: Estadão

A primeira vista (para os não franceses e não suíços, claro), ambos parecem a mesma coisa: um docinho de massa leve, com recheios variados, que vão desde chocolate, baunilha, até Champagne e amêndoas. Mas a versão dos Alpes é mais aerada, menor que os macarons e com recheio muito mais farto.

 Foto: Estadão

PUBLICIDADE

A guloseima foi criada há mais de 50 anos por um confeiteiro de Luxemburgo (taí a explicação do seu nome) que foi trabalhar na mais famosa confeitaria de Zurique, a Sprüngli. O doce logo virou marca registrada da rede, que além dos 30 sabores permanentes, surpreende seus clientes com um novo, mas temporário, a cada mês.

Outras confeitarias da cidade também vendem seus luxemburgerli, mas para quem faz questão de provar o original, a Sprüngli fica na principal rua de Zurique, a Bahnhofstrasse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.