Wagner Moura revela que gravação de cena ‘forte’ o afetou: ‘Deitei na grama e fiquei chorando’; veja

Ator foi ao programa ‘The View’, falou sobre gravar ‘Guerra Civil’ e se declarou para Whoopi Goldberg: ‘Uma das melhores atrizes de todos os tempos’

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Wagner Moura participou do programa estadunidense The View, em episódio exibido na última quarta-feira, 10.

O ator está em rota de divulgação do filme Guerra Civil, que estreia no próximo dia 18 no Brasil. Ao lado das atrizes Kirsten Dunst e Cailee Spaeny, ele contou como foi gravar o filme, que detalha uma guerra civil distópica nos Estados Unidos.

Wagner Moura no 'The View' Foto: Reprodução/@The View via YouTube

PUBLICIDADE

Em uma cena, o personagem de Jesse Plemons é explicitamente xenofóbico e interroga o personagem de Moura. Por isso, as entrevistadoras questionaram o brasileiro sobre como foi gravar esse trecho - considerando que o próprio ator é um imigrante.

“Foi uma cena muito forte”, contou Moura. “Eu não esperava que fosse me afetar tanto. Eu sou um cidadão americano, mas não sou daqui [dos EUA]. Eu cresci no Brasil, mas moro aqui, me importo com este país”.

“No final, quando acabamos a gravação, eu tive uma [reação] emocional. Deitei na grama e fiquei chorando [por muito tempo]”, completou.

Na entrevista, ele também deu mais detalhes sobre seu famoso papel como Pablo Escobar, na série Narcos. “Foi a coisa mais maluca. Eu era muito magro, sou brasileiro, não falava nada de espanhol... fui uma péssima escolha de elenco”, brincou.

No fim, ele também se declarou para a apresentadora Whoopi Goldberg e disse que a considera “uma das maiores atrizes de todos os tempos”.

Publicidade

“Só queria dizer o quanto te amo”, disse.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.