PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Música clássica... E um pouco de tudo

Opinião|Da coroação do Rei Charles III para o papel de Diabo na Sala São Paulo: conheça o barítono inglês Roderick Williams

Barítono inglês Roderick Williams cantou na Abadia de Westminster durante a coroação do Rei Charles III e, a partir da quinta, interpreta o Diabo em 'A Danação de Fausto', de Berlioz, com a Osesp

Foto do author João Luiz Sampaio
Atualização:

No último sábado, 6, o barítono inglês Roderick Williams foi um dos convidados a se apresentar na Abadia de Westminster na coroação do Rei Charles III. E, a partir de quinta, vai interpretar o papel do Diabo em A Danação de Fausto, de Berlioz, na Sala São Paulo, ao lado da Osesp.

Williams cantou o Confortare, peça que antecedeu a coroação da Rainha Camila. E, também compositor, escreveu Be Thou My Vision, encomendada especificamente para a cerimônia. As obras já podem ser ouvidas no disco lançado pela Universal Music no próprio sábado, com a gravação da cerimônia, regida por Antonio Pappano, maestro que atualmente dirige a Casa de Ópera Real, Covent Garden, em Londres.

PUBLICIDADE

De ascendência jamaicana, Williams nasceu em Londres e especializou-se na interpretação da música britânica. Tem diversos discos dedicados a esse repertório, interpretando desde canções antigas até o repertório contemporâneo.

Mas, versátil, tem estado cada vez mais em evidência também em óperas: acaba de ser lançado o disco Upload, ópera do holandês Michel Van Der Aa, em que interpreta um pai que, após sua morte, tem sua consciência guardada na nuvem de sua filha. Seus registros de canções de Schubert têm sido celebrados pela crítica internacional.

Em entrevistas, ele celebrou o fato de o novo monarca ter uma ligação próxima com a música clássica. Mas também se colocou de maneira crítica com relação à recente decisão da BBC de realizar cortes de mais de 20% em suas orquestras e corais.

Publicidade

Williams canta em São Paulo na quinta, na sexta e no sábado. Será o Diabo/Mefistófeles em A Danação de Fausto, adaptação musical de Hector Berlioz para a história de Goethe. Ao seu lado estarão a mezzo soprano Karina Demurova, o tenor Valentyn Ditiuk e o barítono Erick Souza, além do Coro da Osesp e do Coro Infantil da Osesp. A regência será de Thierry Fischer, diretor musical da orquestra. A apresentação de sexta-feira será transmitida ao vivo pelo canal da orquestra no YouTube.

Outro cantor lírico a participar da cerimônia de coroação, o baixo-barítono Bryn Terfel, também vem ao Brasil este ano para concertos, no segundo semestre, pela série do Mozarteum Brasileiro.

O barítono britânico Roderick Williams (Theo Williams/Divulgação)  
Opinião por João Luiz Sampaio

É jornalista e crítico musical, autor de "Ópera à Brasileira", "Antônio Meneses: Arquitetura da Emoção" e "Guiomar Novas do Brasil", entre outros livros; foi editor - assistente dos suplementos "Cultura" e "Sabático" e do "Caderno 2"

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.