Missão de James Bond: resgatar Carlos III no dia de sua coroação

Em livro lançado nesta quinta, dois dias antes de o filho de Elizabeth II ser coroado na vida real, o espião britânico 007 precisa salvar o rei de uma ameaça no dia da posse

PUBLICIDADE

Por EFE

No Serviço Secreto de Sua Majestade foi escrito por Charlie Higson, que até agora assinou todos os cinco livros da série juvenil Young Bond, encomendada da Ian Fleming Publications, que administra o legado literário da escritor inglês (1908-1964). No romance que foi colocado à venda nesta quinta, 4, Higson, 64 anos, traz Bond para os dias atuais, pois ele tem a tarefa de “impedir um tentativa de interromper a cerimônia de coroação pelo excêntrico Athelstan de Wessex”, de acordo com a editora Ian Fleming Publications, de propriedade de descendentes do criador do agente 007. O livro é lançado 60 anos depois da publicação em 1963 do décimo romance de Fleming, com o título quase idêntico de On Her Majesty’s Secret Service.

Príncipe Charles ao lado de Daniel Craig, um dos atores que viveu James Bond no cinema  Foto: Chris Jackson / Reuters

Também coincide com o 70º aniversário do primeiro livro da saga, Cassino Royale, publicado em 13 de abril de 1953. O produto da venda do lançamento irá para a instituição de caridade britânica National Literacy Trust, dedicada a promover a alfabetização e a leitura entre as crianças. De acordo com Higson, o texto traz “tudo o que você deseja em uma história de Bond, incluindo sexo, violência, carros, um vilão peculiar com um capanga desagradável e, claro, o próprio Bond.”

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.