PUBLICIDADE

Geração Z quer conforto: Veja spoilers da nova linha de roupas de Millie Bobby Brown

‘Se uma pessoa não puder usar, não estou interessada em fazer. Precisa ser para todo mundo’, diz a atriz de ‘Stranger Things’; Florence by Mills Fashion será lançada em fevereiro

Foto do author Maria Eduarda Camargo
Por Maria Eduarda Camargo
Atualização:

A atriz e empresária britânica Millie Bobby Brown, 19 anos, conhecida por seus papéis em Stranger Things, como Eleven, e Enola Holmes, como Enola, lançou na última segunda-feira, 29, mais um “spoiler” de sua nova linha de roupas Florence by Mills Fashion, que será lançada no dia 8 de fevereiro. Com o nome de “Cozy Crush”, o enfoque da linha é a Geração Z e o movimento “comfy”: roupas confortáveis e com caimento mais largo, além do uso de tecidos naturais. Confira:

PUBLICIDADE

A linha conta com blusas e calças de moletom, além de regatas e shorts ‘boxer’, roupas chamadas de loungewear, em cores alegres como amarelo, lavanda e rosa. Millie diz, em entrevista à Elle, que: “Fazer todas as pessoas se sentirem confortáveis e felizes é o que a moda significa para mim. É sobre ‘elevar as pessoas’ e não sobre padrões”.

“Eu quis criar roupas com materiais confortáveis e que esticam, para que garotas pudessem se sentir confortáveis para ir à escola e ao trabalho, coisas assim. Quero que as pessoas sintam como se estivessem usando pijamas, mas podendo sair de casa. É o que eu quero. Quero usar pijamas para trabalhar”, conta a atriz.

Photoshoot de Millie Bobby Brown para a marca Florence by Mills Fashion Foto: Reprodução / florencebymills.com

As linhas anteriores da artista, também da Florence By Mills (skincare e maquiagem), foram lançadas em 2019, e têm enfoque na estética ‘Clean Girl’: produtos suaves e com padrão de “rosto limpo”, utilizando sempre ingredientes naturais.

Millie detalhou também um pouco mais sobre o pensamento por trás da criação da linha: “Eu tive essa mentalidade [de pensar em uma marca inclusiva] com skincare e maquiagem, e esses valores de marca não mudaram com a linha de roupas. Fiz questão de ir até o maior tamanho que conseguíamos produzir. Fiz questão de usar materiais com elasticidade’.

* Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.