PUBLICIDADE

‘Shadow Kingdom’ mostra que Bob Dylan teve a voz caluniada injustamente

Regravação de canções mostra que, ao contrário do que dizem alguns críticos sobre seu timbre e recursos vocais, artista pode ter uma bela voz

Por Scott Bauer

AP

Quando Bob Dylan lançou Shadow Kingdom pela primeira vez como um evento de streaming em julho de 2021, ele desapareceu quase tão rapidamente quanto emergiu do palco, cheio de fumaça onde foi filmado no estilo noir, em preto e branco.

Capa do álbum Shadow Kingdom Foto: Columbia Records/Legacy AP

PUBLICIDADE

Mas agora, com o lançamento oficial, os fãs poderão ouvir mais uma vez como Dylan reinterpreta algumas de suas primeiras canções, com uma forte dose de acordeão e sem bateria, fazendo-as soar frescas novamente.

A maioria das 14 músicas do projeto Shadow Kingdom foram gravadas pela primeira vez na década de 1960. Sem contar um instrumental recém-gravada, a música mais recente e obscura é What Was It You Wanted, que foi lançada pela primeira vez em 1989.

When I Paint My Masterpiece, lançado em 1971, dá início ao set não apenas com um novo arranjo, mas também com algumas novas letras. Isso mostra que, com mais de 60 anos de carreira, Dylan ainda está se reinventando e reinventando suas canções. Sua obra-prima procurada continua sendo um trabalho em andamento.

Shadow Kingdom também é uma boa resposta para todos os pessimistas que argumentaram, aparentemente desde o primeiro dia, que Dylan não sabe cantar. Os arranjos suaves são perfeitos para a voz bem temperada e injustamente caluniada de Dylan.

Mesmo com este lançamento oficial, muito mistério permanece sobre o apropriadamente intitulado Shadow Kingdom. Nenhum dos membros da banda que aparecem com Dylan é creditado, e não há encarte. É uma pena que esses detalhes sejam deixados nas sombras.

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.