PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

De antena ligada nas HQs, cinema-pipoca, RPG e afins

'Meu Sangue Ferve' em cores de Almodóvar

Por Rodrigo Fonseca
Atualização:
"Meu Sangue Ferve Por Você" põe o Teatro Clara Nunes pra cantar: "Cassino do Chacrinha" meets "Buraco da Lacraia",  Foto: Estadão

RODRIGO FONSECA Quem passar pelo Teatro Clara Nunes, no Shopping da Gávea pra conferir "O Meu Sangue Ferve Por Você", um show com narrativa teatral nos moldes de um bom cabaré, vai sair com "Garçom", hino de dor de corno de Reginaldo Rossi, tatuado nos ouvidos. A interpretação de cores almodovarianas que Victor Maia dá aqueles acordes, contando com o engajamento da plateia, é uma celebração do ultrarromantismo breganejo, numa encenação regada a humor. É um "Cassino do Chacrinha" meets "Buraco da Lacraia", com toques personalíssimos de seu elenco - quatro vozes em estado de graça. Lembra "Amantes Passageiros" (2013) aquela comédia delícia de Almodóvar que muitos amam odiar, mas há de virar cult. E ainda tem Nilton César e seu "Receba as flores que lhe dou/ e a cada flor um beijo meu". Ah... e Luan e Vanessa em "Quatro Semanas de Amor". Devastador! Embalado por clássicos da Mundial AM, como "Alma Gêmea", "Sandra Rosa Madalena", "Não Se Vá", "Escrito nas Estrelas", "Você Não Vale Nada, Mas Eu Gosto De Você" e "Evidências", a jukebox tem roteiro de Pedro Henrique Lopes, direção geral de Diego Morais e direção musical de Tony Lucchesi. E lota teatros por onde passa, ao contar (ou melhor, cantar) a história de um quadrilátero amoroso que vive as alegrias e as dores do amor. Até o fim do mês, sua trupe se apresenta no Clara Nunes, às sextas e sábados, às 21h, e aos domingos às 20h. Em cena, estão os atores Thati Lopes (do Porta dos Fundos e do ótimo filme "Dissonantes"); Cristiana Pompeo (dos humorísticos "Zorra" e "Treme Treme"); e os já citados Pedro Henrique Lopes (das novelas "Verão 90" e "Êta Mundo Bom") e Victor Maia (que brilha em "Quem vai ficar com Mário?", hoje na Amazon Prime). O elenco dá vida a um quarteto de arquétipos cheio de brasilidade: a mocinha virgem, o canalha, a mulher da vida e o bom moço rejeitado. Eles cantam em cena a intensidade de uma grande história de amor. A sequência dedicada a "O Fantasma da Ópera", via "All I Ask Of You" - ou melhor, sua releitura, feita por Verônica Sabino e Emílio Santiago, chamada "Tudo Que Se Quer" - é impagável. Um número bom de bola para divertir uma plateia com uma direção de arte cartunística, que evoca as HQs do Pinduca ("Henry"), criada em 1932 por Carl Thomas Anderson.

PUBLICIDADE

Construída a partir de uma carpintaria dramatúrgica sintonizada com as grandes chanchadas, a trama acompanha a inocente Creuza Paula (em faiscante atuação) e o cafajeste Elivandro num idílio sem tempestades afetivas, apesar dos excessos em que vivem. Mas tudo muda para os dois com a chegada do ex-namorado da moça, Fernando Sidnelson, que vai se meter na vida do casal. A amante de Elivandro, Sandra Rosa Madalena, completa o quarteto que vai passar por momentos românticos, desentendimentos e reconciliações. Uma mistura que faz o público torcer pelo canalha, ter raiva da mocinha e chorar de rir do início ao fim, num clima de "Me Chama Que Eu Vou", como só uma canção de Magal pode despertar. É um espetáculo para matar velhas saudades e firmar amizades. A reação das plateias é uma ciranda e uma jira.

p.s.: "Fernão Capelo Gaivota", best-seller escrito por Richard Bach, inspirou o espetáculo homônimo que a Orquestra Ouro Preto, a Companhia de Dança do Pantanal e participantes do Programa Vale Música apresentam, apenas nesta terça-feira, às 20h, no Teatro Riachuelo, no Centro. Narra a história de uma gaivota para a qual voar não seria simplesmente um ato para se locomover. Voar é uma arte e, como tal, deve ser treinada, praticada e compartilhada com os demais, gerando grandes transformações. Uma história sobre a liberdade, a aprendizagem e o amor, que recebe as notas orquestradas nessa adaptação assinada pelo maestro Rodrigo Toffolo e que conta ainda com nomes de peso como Tim Rescala, autor da música original, e a narração conduzida pela doce voz da atriz Nina Vogel. p.s.2: Nesta segunda, às 22h50, a "Tela Quente" exibe o sucesso "Superação: O Milagre da Fé", um filme evangelizado de 2019, com Chrissy Metz.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.