PUBLICIDADE

Brian Cox, de Succession, vai participar de reality show inspirado em James Bond

Ator será o controlador do programa ‘007′s Road to a Million’, da Amazon Prime Vídeo

Foto do author Redação
Por Redação

Depois do sucesso na série Succession, o ator Brian Cox vai participar de 007′s Road To A Million, um reality show baseado em James Bond. O programa da Amazon Prime Video vai acompanhar concorrentes em uma aventura ao redor do mundo atrás de um prêmio de 1 milhão de libras, aproximadamente R$ 6,3 milhões. A informação é do site Deadline.

O ator será o Controlador, um “personagem enigmático que controla o destino dos competidores” enquanto se esconde nas sombras, de acordo com a Amazon. Ele é considerado “vilão e culto” e se diverte “nas jornadas e questões cada vez mais difíceis que os competidores devem superar”.

Cena da série da HBO com Brian Cox  Foto: HBO / AP

PUBLICIDADE

Filmado em locações icônicas nos filmes de Bond, das Terras Altas da Escócia a Veneza e Jamaica, 007′s Road to a Million terá competidores em equipes de duas pessoas testadas em inteligência, resistência e heroísmo. Eles também devem responder corretamente a perguntas escondidas em diferentes locais ao redor do mundo para avançar para o próximo desafio.

“Pude ver como as pessoas comuns lidariam com uma aventura de James Bond”, disse Cox, segundo Deadline. “Conforme eles viajam pelo mundo para alguns dos locais mais icônicos de Bond, fica mais intenso e emocionante. Gostei do meu papel tanto como vilão quanto como algoz, com licença para colocar os esperançosos participantes na manjedoura.”

A série de oito partes é uma colaboração entre Amazon Studios, EON Productions, 72 Films e MGM Alternative e será lançada exclusivamente no Prime Video globalmente ainda este ano.

007′s Road To A Million surge em um delicado momento de transição da franquia 007, cujo protagonista, Daniel Craig, se despediu do papel no filme 007 - Sem Tempo Para Morrer, lançado no ano passado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.