Publicidade

Ano inicia com juros bancários mais altos

Por Agencia Estado
Atualização:

Uma pesquisa realizada entre 9 e 10 de janeiro pela Fundação Procon-SP envolvendo 13 bancos detectou uma taxa média de juros para o empréstimo pessoal de 6,01% ao mês, o que revela um aumento de 0,08 ponto porcentual em relação ao resultado de dezembro, quando a taxa era de 5,93%. A variação para o cheque especial, que nessa última pesquisa figurou com taxa média de 9,11%, foi ainda maior, chegando a 0,26 ponto porcentual. Em relação ao empréstimo pessoal, a menor taxa encontrada pela pesquisa foi de 3,95%, praticada pela Nossa Caixa. A maior, em contrapartida, era de 6,95%, no Banco Itaú. A média anual das taxas praticadas para empréstimo pessoal chega a 101,39%. A pesquisa ainda identificou uma variação de 1,85 ponto porcentual entre a maior e menor taxa praticada para o cheque especial. De acordo com o estudo, a menor taxa foi detectada novamente na Nossa Caixa (7,95%), enquanto a maior refere-se aos 9,8% praticados tanto pelo BCN como pelo Itaú. A média anual para cheque especial é de 184,74%. O Procon orienta os consumidores a avaliarem a real necessidade de recorrer a esses créditos, especialmente em janeiro, mês que tradicionalmente exige gastos extras com o pagamento de impostos (IPTU, IPVA) e a compra de material escolar. A fundação atenta para o fato de que as taxas de juros permanecem elevadas e a contratação desses empréstimos acarretará em um prazo relativamente longo para o pagamento, o que pode prejudicar por mais tempo o orçamento doméstico.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.