Publicidade

Celular-luva transforma polegar em fone e mindinho em microfone

Especialista em design faz experiências com tecnologias para vestir e inventa também o sapato-fone

Por Economia & Negócios
Atualização:

SÃO PAULO - As tecnologias feitas para se vestir estão ganhando espaço. Depois dos fones de ouvidos para celulares, óculos do Google e relógios de pulso com funções de celular com a cesso à internet, já está em testes o celular luva, onde o dedo polegar funciona como fone e o mindinho como microfone. Para suar o celular luva, basta fazer o gesto que as pessoas geralmente fazem para imitar quem fala ao telefone. Depois, é só falar na ponta do mindinho e escutar pelo polegar. A ideia do celular luva nasceu de uma experiência tecnológica do desenhista Sean Milhas, da Designworks, que buscava alternativas para a reciclagem de celulares antigos, a pedido da empresa O2 Recycling. Outra experiência na mesma linha é o celular sapato, um aparelho embutido na sola do calçado para ser usado em caso de emergência.

Os protótipos das luvas com Bluetooth e sapatos-fone estão sendo testados no estúdio de design em Windsor, onde o desenhista deu uma demosntração para o correspondente da BBC, Dougal Shaw. A tecnologia para vestir ('wearable') também tem pulseiras e medidores de passos para a prática de exercícios físicos. Na última feira de tecnologia Consumer Electronics Show, em Las Vegas, foram apresentados dispositivos que permite monitorar informações relativas à saúde durante a prática de corridas e outros exercícios físicos. Eles funcionam com um chip que permite aos usuários ganhar pontos para cada movimento que fazem. Esses movimentos são rastreadas e integrados a um aplicativo de smartphone, fornecendo estatísticas sobre as medidas tomadas e pontos ganhos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.