PUBLICIDADE

Publicidade

Chuvas no RS: nove em cada dez indústrias gaúchas foram afetadas pelas enchentes

Federação gaúcha calcula em 48,3 mil o número de indústrias afetadas; regiões com maiores prejuízos são o Vale dos Sinos, metropolitana e a serra gaúcha

Foto do author Clayton Freitas
Por Clayton Freitas

Mais de nove em cada dez indústrias do Rio Grande do Sul foram atingidas pelos efeitos das chuvas que castigam o Estado desde o dia 29 de abril, segundo cálculos divulgadas na terça-feira, 14, pela Federação das Indústrias do Estado do Rio Grande do Sul (Fiergs).

Segundo a entidade, as regiões atingidas concentram 48,3 mil indústrias, impactando 94,3% de toda atividade econômica gaúcha no setor. Juntas, elas empregam 818,3 mil pessoas no Estado.

Militares do exército sobrevoam a cidade de Eldorado, no Rio Grande do Sul, para levar mantimentos a pessoas desabrigadas Foto: WILTON JUNIOR/Estadão

PUBLICIDADE

“Os locais mais atingidos incluem os principais polos industriais do Rio Grande do Sul, impactando segmentos significativos para a economia do Estado”, afirma Arildo Bennech Oliveira, presidente em exercício da Fiergs, em nota.

Segundo o balanço da federação, as atividades industriais mais afetadas são a dos Vale dos Sinos, metropolitana e serra gaúcha. Se for levado em consideração o valor adicionado bruto (VAB), que é o resultado da diferença entre o valor da produção e o consumo intermediário, a região mais afetada é a metropolitana, que tem VAB de R$ 108 bilhões. Em seguida aparecem o Vale do Sinos, com R$ 65 bilhões, e a serra gaúcha, com R$ 47 bilhões de VAB.

O destaque da indústria na região metropolitana do Estado do Rio Grande do Sul é a produção de itens do segmento metalmecânico (veículos, autopeças, máquinas), além de derivados do petróleo e alimentos. Os segmentos metalmecânico e móveis são o destaque na região da serra, e a região do Vale dos Sinos é conhecida nacionalmente por concentrar empresas do setor calçadista.

Outros setores

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) calcula, em uma estimativa preliminar, que as perdas na safra de grãos 2023/24 no Rio Grande do Sul devem alcançar aproximadamente 1 milhão de toneladas em virtude das enchentes.

Estimativa divulgada na segunda-feira, 13, pela Federação das Associações Gaúchas do Varejo (FAGV), indica perdas de R$ 600 milhões na última semana só na cidade de Porto Alegre. No estado, sete em cada dez lojistas foram afetados.

Publicidade

As inundações podem tirar até 0,4 ponto porcentual da taxa de crescimento da economia brasileira neste ano, segundo avaliações preliminares de consultorias econômicas e bancos.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.