EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

EQI Corretora monta rede de escritórios de investimentos e já conta com 24 parceiros

Plano da companhia é chegar a R$ 50 bilhões sob gestão até o final de 2024

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Emy Camargo
Por Bruna Emy Camargo
Juliano Custodio, CEO da EQI Investimentos, que recebeu aval do Banco Central para se tornar uma corretora Foto: Rodolfo Sanches

A EQI Corretora anunciou em primeira mão ao Broadcast Investimentos o pontapé na estratégia de cadastramento de assessorias de investimentos em sua plataforma. Com a criação de uma área focada nesse segmento, a corretora já conta com 24 escritórios parceiros em atividade espalhados pelo Brasil e deve assinar novos contratos nos próximos meses.

PUBLICIDADE

Entre os parceiros, há empresários de outros ramos que buscavam uma entrada no mercado financeiro, grupos de assessores que se juntaram para abrir um escritório e filiais de outras plataformas que optaram pela migração, segundo Maurício Daoud, diretor de novos negócios da EQI.

“Tem muita gente que abriu escritórios de investimentos e nunca empreendeu na vida, e as plataformas falham em ajudar as pessoas a serem donas do negócio. Acreditamos que nosso modelo, com processos claros e passo a passo para evolução da carreira, é uma ferramenta para o crescimento dessas pessoas”, afirma Daoud. “Nosso diferencial é ‘pegar pela mão’ de verdade.”

Formação de profissionais é um dos pilares da empresa

De acordo com o diretor, a formação de pessoas é um dos principais pilares da EQI. “Temos 700 assessores e, desses, 600 foram formados ‘em casa’”, afirma. A corretora prevê lançar no ano que vem um programa de formação de assessores para a rede.

A EQI Corretora está de olho em operações com algo entre R$ 100 milhões e R$ 500 milhões sob assessoria e atendimento a diferentes perfis de clientes, embora veja alta renda e “private” como maioria, uma vez que a empresa busca “parceiros com o mesmo DNA que o nosso”, diz Daoud.

Publicidade

O diretor destaca o interesse no atendimento também a pessoas jurídicas, para que possam fomentar operações como a de estruturação de dívida, vertical que a EQI tem desenvolvido.

A nova frente de atuação conta com as equipes de Paulo Alberto Dalla Rosa, responsável pelo relacionamento B2B, e Eduardo Vieira, de prospecção/expansão, e faz parte do plano de expansão da corretora, que quer dobrar de tamanho e atingir R$ 50 bilhões sob custódia até o final de 2024, saindo dos atuais R$ 26 bilhões.


Este texto foi publicado no Broadcast no dia 04/12/23, às 16h18

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.