PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Governo Lula quer emplacar nome do Partido Avante na Cateno, parceria do BB e da Cielo

O jornalista Guilherme Ítalo é o indicado para comandar a empresa que atua na área de pagamentos

Foto do author Aline Bronzati
Foto do author Matheus Piovesana
Por Aline Bronzati (Broadcast) e Matheus Piovesana (Broadcast)
Atualização:
Negócio da Cateno é visto como uma 'máquina de fazer dinheiro' nos bastidores. No primeiro trimestre deste ano, a receita operacional líquida da empresa foi de quase R$ 1 bilhão Foto: WERTHER SANTANA/ ESTADÃO CONTEÚDO

O governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mexe os pauzinhos para indicar um nome do Partido Avante para a Cateno, uma sociedade do Banco do Brasil com a Cielo na área de pagamentos. O escolhido é o jornalista Guilherme Ítalo, que participou da equipe de transição da gestão petista. Representante do Avante, ele é bastante próximo ao deputado federal Luis Tibé, presidente do partido, e que acompanhou Lula na viagem à China.

Banco do Brasil tem 30% de participação na empresa e Cielo, 70%

PUBLICIDADE

O nome de Ítalo já teria sido chancelado pelo BB. O banco detém uma fatia minoritária, de 30% do negócio, enquanto a Cielo é dona da maioria, com 70%. No entanto, é o BB que de fato manda ‘prender e soltar’ na Cateno. A empresa é responsável pela gestão da operação de cartões do banco público, e foi comprada pela Cielo.

Atualmente, a presidência da Cateno é tocada por Luis Felipe Monteiro, que era secretário de Governo Digital na gestão do ex-ministro da Fazenda, Paulo Guedes. Ele foi um dos responsáveis por estabelecer o projeto gov.br, de digitalização de cadastros e serviços do governo federal.

Avaliação bilionária e receita elevada

Quando foi criada, em 2015, a Cateno foi avaliada em R$ 11,6 bilhões. A criação do negócio, retirado do BB também durante a gestão petista da ex-presidente Dilma Rousseff, gerou e continua a levantar questionamentos. Na gestão de Jair Bolsonaro, foi considerada um entrave para o BB vender sua participação na Cielo, projeto do qual o banco acabou desistindo.

O negócio é visto como uma ‘máquina de fazer dinheiro’ nos bastidores. No primeiro trimestre, a receita operacional líquida da Cateno foi de quase R$ 1 bilhão. Como comparação, a Cielo Brasil gerou R$ 1,6 bilhão. Uma das ambições do atual CEO da Cielo, Estanislau Bassols, é fazer essa geração de caixa se traduzir em valor de mercado para a Cielo.

Publicidade

Procurados, Cielo e BB não comentaram. A Cateno disse que a nomeação do presidente é prerrogativa do conselho da companhia, formado por representantes de BB e Cielo, e que não foi informada pelo órgão sobre mudanças na diretoria da empresa.

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 23/06/23, às 15h58.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.