EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Instituições financeiras precisarão de mais dois anos para se livrar de calotes do varejo

Pesquisa foi feita pela Delloite com 53 empresas que vendem e compram carteiras vencidas

PUBLICIDADE

Foto do author Cynthia Decloedt
Por Cynthia Decloedt
Unidade das Lojas Americanas no largo Santa Cecília, em São Paulo, tem prateleiras desfalcadas. Crédito da foto: Lílian Cunha /Estadão Foto: LILIAN CUNHA

A desova das carteiras vencidas de crédito de varejo deve durar mais dois anos, com as instituições financeiras empenhadas em reduzir os níveis de inadimplência e reduzir o risco de seus balanços. É o que mostra uma pesquisa da Deloitte, com 53 empresas que vendem e compram carteiras vencidas.

PUBLICIDADE

A Deloitte identificou que 89% dos respondentes mostraram intenção de priorizar a venda de carteiras “podres” do varejo, sem garantia, nos próximos dois anos. Carteiras do varejo com garantia e de crédito consignado vêm em seguida. A venda para antecipar caixa é igualmente uma motivação relevante, de acordo com 53% dos entrevistados.

A preocupação em reduzir os patamares de inadimplência tem motivado o interesse na venda de carteiras de crédito que estão vencidas e não foram pagas de variados setores. Dos 53 respondentes, 67% disseram ser esse o principal motivo pelo qual se desfizeram dessas carteiras no ano passado, movimento que também foi predominante em 2022 (62%).

A Deloitte estima o volume total de créditos vencidos a serem negociados em 2024 em R$ 70 bilhões, considerando todo o mercado e não apenas o que pertence aos que responderam à pesquisa. Os cedentes de carteiras ouvidos pela consultoria afirmam que o montante que acreditam que será vendido é de R$ 42,5 bilhões. Em 2023, foram negociados R$ 65 bilhões.


Publicidade

Esta nota foi publicada no Broadcast+ no dia 12/02/2024 às 15h01

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse http://www.broadcast.com.br/produtos/broadcastplus/

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.