EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores do mundo dos negócios

Petros reduz vacância de imóveis pela metade durante a pandemia

PUBLICIDADE

Por Bruno Villas Boas
Atualização:
Petroleira tem recomprado títulos de dívida emitidos no exterior  Foto: Paulo Whitaker/Reuters

A Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, reduziu pela metade, durante a pandemia, o índice de vacância de seus imóveis: de 41,7% em dezembro de 2019 foi para 20,6% em dezembro de 2021. O principal motivo foi o aumento da demanda por condomínios logísticos pelas empresas de e-commerce.

PUBLICIDADE

Desde o fim de 2019, a Petros fechou 23 contratos de locação, a maioria com empresas de grande porte. Entre os novos negócios estão o galpão frigorificado Alfredo Braz, em São José dos Pinhais (PR), e o Edifício da Lavradio, no centro do Rio. Shoppings da carteira (Vitória e Iguatemi Fortaleza) também teriam apresentando melhora.

A carteira de imóveis do fundo de pensão soma R$ 3,5 bilhões, 3,5% do patrimônio de cerca de R$ 100 bilhões do fundo. O Petros tem investido na qualificação das equipes para atuar de forma mais ativa no mercado imobiliário. Além disso, destinou mais recursos à tecnologia, com a contratação de plataforma de dados do mercado.

 

Esta nota foi publicada no Broadcast no dia 07/03/22, às 11h57.

O Broadcast+ é uma plataforma líder no mercado financeiro com notícias e cotações em tempo real, além de análises e outras funcionalidades para auxiliar na tomada de decisão.

Publicidade

Para saber mais sobre o Broadcast+ e solicitar uma demonstração, acesse.

Contato: colunabroadcast@estadao.com

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.