Publicidade

Análise|Guerra internacional contra a inflação ainda não acabou

Lembrar do general Montgomery e de um dos maiores erros do final da 2.ª Guerra pode nos levar a reflexões

A inflação tem dado sinais de arrefecimento. Em 2023, a inflação nos EUA, zona do euro e Reino Unido desacelerou para valores de 3,4%, 3,4% e 4%, respectivamente. É aqui que mora o perigo! A inflação é um inimigo poderoso e astuto que, em meados de 2022, estava no patamar de 10%. Lembrar-se de Montgomery e de um dos maiores erros do final da 2.ª Guerra pode nos levar a reflexões.

PUBLICIDADE

Bernard Montgomery, general britânico que comandou as forças aliadas na Normandia em 1944, era cauteloso. Em geral, desde que assumiu o comando do Oitavo Exército em 1942, enfrentava o Eixo apenas com as tropas bem treinadas e os suprimentos abastecidos. Assim foi colecionando vitórias em diversas batalhas.

Após invadir a França e ver que a guerra terminaria apenas em 1945, o general britânico bolou um plano para acabar com a guerra antes do Natal de 1944. O audacioso plano foi a Operação Market Garden. Não funcionou. Gastaram-se tempo, soldados e suprimentos e, como consequência, a guerra acabou apenas em maio de 1945.

Em 2022, as autoridades monetárias dos países desenvolvidos colecionaram derrotas para a inflação, dado o seu excesso de confiança de que ela era um problema do passado. Além disso, os bancos centrais, que injetaram trilhões de dólares no enfrentamento da crise da covid-19, tinham a missão de acabar com a inflação. A política monetária, desde então, entrou no terreno contracionista.

Inflação teve crescimento no mundo todo pós-pandemia, mas dá sinais de arrefecimento Foto: Tiago Queiroz / Estadão

Algumas vitórias foram conquistadas. O aumento dos preços desacelerou. E os analistas, que não previram a inflação em torno de 10% em 2022, agora retomam o otimismo e projetam inflação próxima à meta de 2% em 2024. Essas projeções dificilmente vão se confirmar, uma vez que, no final de 2023, o estoque real de moeda nos EUA permanecia 13% acima do valor anterior à pandemia. Na Europa, esse valor era de 3%. Apenas o Reino Unido permanecia com o estoque real de moeda próximo aos patamares anteriores à pandemia.

E por que a inflação britânica não diminuiu? Em 2022, com a crise que levou à renúncia da primeira-ministra Liz Truss, a política monetária britânica teve que ser revertida para o terreno expansionista. Apenas em meados de 2023 o Reino Unido retomou a política monetária contracionista.

Quando a guerra contra a inflação será vencida? É provável que as autoridades monetárias consigam atingir o valor de inflação próximo a 2% se mantiverem a política monetária contracionista. Mas, como Montgomery em 1944, se os bancos centrais baixarem a guarda, essa vitória vai ser adiada.

Publicidade

Análise por Luiz Antônio de Lima Junior

Professor do Departamento de Economia da UFJF/GV

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.