Publicidade

Quem é o empresário que gastou US$ 20 milhões em réplica da Casa Branca, mas não pode morar lá

Vijay Mallya, que já foi considerado o homem mais rico da Índia, contraiu dívidas e foi para Londres para evitar os tribunais de sua terra natal

Foto do author Clayton Freitas
Atualização:

O empresário indiano Vilay Mallya, de 68 anos, é o proprietário de uma réplica da Casa Branca construída no alto do Kingfisher Towers, em Bangalore, na Índia, que custou US$ 20 milhões (R$ 102,5 milhões). Apesar do investimento que fez, ele não pode morar na mansão devido às suas pendências com a Justiça local. Ele vive em Londres em 2016 para escapar das acusações de crimes financeiros, já que se estiver em sua terra natal e for condenado, seus bens podem ser confiscados.

Considerado o homem com maior patrimônio líquido da Índia em 2013, segundo a Forbes, ele é, segundo as suas palavras, um entusiasta do esporte e foi dono da Force Índia, uma equipe de Fórmula 1 que chegou à 4ª posição do Campeonato dos Construtores em 2016 e 2017. Além disso, gosta muito de críquete, o esporte mais popular na Índia, e atualmente é dono do Royal Challengers Bangalore (RCB), que disputa a liga principal do esporte em seu país. Por vezes ele publica fotos em suas redes sociais com os jogadores do time.

Vjay foi dono da Force India, uma das equipes da Fórmula 1 Foto: Sahara Force India/Divulgação

PUBLICIDADE

A fonte da fortuna de Mallya vem da United Breweries Group, herança de família. O empresário sempre teve excelentes condições financeiras e ostentava um estilo de vida extravagante. Com a morte do pai, ele assumiu os negócios da família aos 28 anos. O grupo cresceu mundialmente, principalmente pelo sucesso da cerveja Kingfisher, segundo a publicação Business Standart.

Entre outros, a empresa produz a Heineken na Índia. Filho único e pai de quatro filhos, ele já foi casado duas vezes e estudou artes e ciências na Universidade de Calcutá, na Índia. Ele também já ocupou o cargo de integrante do Parlamento indiano por dois mandatos.

Com o objetivo de ampliar os seus negócios, ele criou a Kingfish Airlines em 2005 e depois investiu na Fórmula 1. No ano de 2012, vendeu o controle acionário da United Beverages Group à gigante Diageo.

No ano de 2013, Vijay Mallya era o homem com maior patrimônio líquido da Índia, com US$ 750 milhões à época, segundo a Forbes.

A queda

Sua derrocada financeira se deu com os problemas da sua empresa aérea, fechada em 2012. Ao ser lançada, a proposta da Kingfish Airlines era a de ser uma companhia aérea de baixo custo, oferecendo aviões em classe única para voos curtos. Logo depois da criação da empresa, Vijay ampliou o modelo de negócios e optou por oferecer primeira classe nas aeronaves e serviços de luxo. Com a fusão da Kingfisher Airlines com a Air Decca, Vijay mirou o mercado internacional e chegou a rivalizar com a Air Índia. Assim como o crescimento da empresa, que demandou a compra de novas aeronaves, sua dívida também acompanhou essa evolução.

Publicidade

Entretanto, a grande recessão iniciada nos EUA em 2008 se espalhou também para a Índia, fazendo com que a demanda pela companhia fosse reduzida, segundo sites especializados em aviação, tais como o FlightAware.

Segundo a Forbes, a empresa aérea deve US$ 1 bilhão só para bancos. Além disso, os funcionários não receberam até hoje. É devido a isso que Vijay é acusado em seu país por fraude e lavagem de dinheiro.

Ele deixou a Índia rumo ao Reino Unido em 2016, no dia em que um grupo de bancos entrou com uma ação no Tribunal de Recuperação de Dívidas. e declarado infrator econômico fugitivo em 2019. O governo indiano tenta, desde 2019, extraditar o milionário, até agora, sem sucesso. Essa situação não o impediu de erguer a réplica da Casa Branca (abaixo) .

A mansão, que é uma réplica da Casa Branca, construída pelo empresário indiano Vilay Mallya Foto: Foto: @sriharikaranth/Reprodução

Netflix

A história de vida do magnata virou alvo de uma biografia e uma série disponível na Netflix, denominada “Bad Boys e Bilionários”, que conta a história de milionários indianos que também possuem histórico de ganância, fraudes e corrução, segundo descrição do serviço de streaming.

Além de Vijay, a minissérie da Netflix aborda a história de outros dois milionários indianos que também possuem histórico de ganância, fraudes e corrução, segundo descrição do serviço de streaming. O primeiro episódio, com o título “O Rei da Farra”, é sobre a vida de Vijay.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.