PUBLICIDADE

Publicidade

‘Abrimos uma loja por dia e vamos continuar nessa pegada’, diz executivo da Oxxo

Desde 2021, quando chegou ao Brasil, rede de mercados, do grupo mexicano Femsa e da brasileira Raízen, já tem 325 lojas no País

Por Gabriela Brumatti
Atualização:

O CEO regional de Mobilidade da Raízen, responsável pelas operações digitais de lubrificantes e combustíveis do Brasil, Paraguai e Argentina, Teófilo “Teo” Lacroze, afirmou que a rede de lojas Oxxo deve manter o mesmo ritmo de expansão atual, com uma loja sendo aberta por dia no País. A Oxxo é uma rede de mercado criada pela joint venture do grupo mexicano Femsa e Raízen.

PUBLICIDADE

“A gente continua abrindo uma loja Oxxo por dia e o objetivo é continuar nessa pegada daqui para frente”, afirmou ele durante o Raízen Day, evento realizado para investidores nesta quarta-feira, 24, em São Paulo. O grupo já tem 325 lojas da Oxxo.

As lojas da marca chegaram ao Brasil em 2021, durante a pandemia, e rapidamente se alastrou pelas ruas das principais capitais. Diferentemente do modelo de negócios adotado no México, a Oxxo adicionou às suas unidades no País a venda de pães, frutas e vegetais, assim como tabaco e itens de higiene e limpeza. Entre México, Peru, Chile, Colômbia e Brasil, o total de lojas chega a nada menos do que 19 mil.

Oxxo tem mais de 19 mil lojas no México, Peru, Chile, Colômbia e Brasil Foto: Alex Silva/Estadão

Lacroze ressaltou ainda que a empresa deve focar no crescimento do mix de produtos diferenciados, como Shell V-Power, Shell Evolux e lubrificantes. O executivo disse que o programa Shell Box, aplicativo de pagamento da marca Shell destinado a motoristas, já tem cerca de 15 milhões de clientes, com mais de 150 mil transações registradas por dia e mais de R$ 7 bilhões transacionados por ano. “Essa vai ser a ferramenta de fidelização (da companhia) daqui para frente”, ressaltou.

Durante a apresentação no evento, ele afirmou que todas as operações da companhia planejadas para o Paraguai, no primeiro ano de operação, foram cumpridas. Na Argentina, a Raízen realizou “investimentos críticos” para aumentar a capacidade de processamento para 35,5 milhões de barris diários até o fim do ano-safra 2023/24. “Esse investimento vai trazer mais de US$ 60 milhões de margem incremental ao ano”, comentou.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.