PUBLICIDADE

4 brechós e garimpos diferentões que vale a pena conhecer em São Paulo e online

Do esportivo ao vintage, de roupa a decoração, confira brechós inusitados na cidade de São Paulo e pelas redes sociais, para quem quer começar a navegar pelas peças de segunda mão sem medo

Foto do author Maria Eduarda Camargo
Por Maria Eduarda Camargo
O brechó 'Fugaz Vintage', comandado por Igor Palmerim e Ana Luiza Mendonça Foto: Felipe Rau/Estadão

Quando se pensa em brechó e em produtos usados, a imagem que vem à cabeça é daquelas montanhas de roupas, largadas às traças, amarrotadas em grandes depósitos e com cheiro de naftalina. Mas, no universo crescente do garimpo e das peças de segunda mão, floresce uma curadoria detalhada e criativa, que passeia por diferentes gostos e faz sucesso entre os amantes do excêntrico.

De camisetas esportivas de coleções especiais a tapetes persas de linha pura, é possível encontrar um item para todo o tipo de cliente. Mercadorias com enfoques em tecidos naturais e o famoso vintage (expressão usada em objetos clássicos e antigos) são as mais consumidas, mas também há espaço para o atemporal e o streetwear. Para quem está começando a procurar pelas peças de segunda mão, as opções também passeiam entre os artigos básicos e essenciais nos brechós e garimpos.

Tapilogie

Brechó especializado em tapetes, o 'Tapilogie', fundado por Mari Wakim e localizado na Alameda Franca, 1332, Casa 4, Jardins, São Paulo Foto: Felipe Rau/Estadão

PUBLICIDADE

Mariana Wakim fundou a Tapilogie em 2020, marca especializada em tapetes de fibras naturais de segunda mão. O garimpo é feito por ela diariamente, como conta em entrevista ao Estadão, aqui no Brasil, mas com peças que saem de países variados, como Irã, Turquia, Índia, Paquistão, entre outros.

A Tapilogie vende as peças por meio do site, mas também em um ponto físico situado nos Jardins. Já a seleção dos itens varia muito entre as estampas, mas Mari insiste em trabalhar com materiais de qualidade, como lã, algodão e seda.

“Minha curadoria é muito intuitiva - quando bato o olho em uma peça e ela me faz sentir algo, trago-a para a loja e tento passar esse mesmo sentimento que tive para as pessoas. Meus tapetes favoritos são os que chamo de perfeitamente desgastados - aqueles que têm marcas do tempo, partes com pelagem baixinha, cores amadurecidas pelos anos que ficaram ainda mais especiais”, conta ela.

Loja física: Alameda Franca, 1332, Casa 4, Jardins - São Paulo

Horário de atendimento: Atendimento com horário marcado

Publicidade

Loja online aqui

Fugaz Vintage

'Fugaz Vintage', localizado na Av. São Luís, 187, loja 06/piso 2, Galeria Metrópole, em São Paulo  Foto: Felipe Rau/Estadão

Nas mãos do fundador Igor Palmerim e de sua sócia Ana Luiza Mendonça, o Fugaz ganha vida: a loja saiu de Juiz de Fora, em Minas Gerais, e foi parar na Galeria Metrópole, no centro de São Paulo. A curadoria é focada em peças vintage dos anos 1970, 1980 e 1990, mas também entra muito do streetwear e do esportivo. Além disso, o brechó oferece um pequeno bazar de objetos, como cinzeiros e luminárias.

Palmerim conta que grande parte das peças vem do exterior, passando por uma higienização e uma inspeção minuciosa para identificação de defeitos, antes de serem colocadas à venda. Ele relata ao Estadão que tomou a decisão de estar no mundo dos brechós porque “isso faz parte do futuro da moda, além do fato de poder proporcionar peças únicas de alta qualidade, de forma sustentável, e a um preço acessível, se comparado ao mesmo produto novo na loja”.

E por que trabalhar com peças atemporais e antigas? “O vintage é um pequeno resgate da história da moda, e poder trazer isso para os tempos atuais, em que a moda anda cada dia mais cíclica. Faz todo sentido”, diz.

Loja física: Avenida São Luís, 187, loja 06/piso 2, Galeria Metrópole - São Paulo

Horário de atendimento: Segunda a sábado; das 11h às 19h

Loja online aqui

Publicidade

Miscelânea Garimpos

Para quem acha que porcelana é coisa de vó, o Miscelânea Garimpos pode mudar a sua cabeça. A curadoria de objetos de decoração e utilidades de casa é pensada por Victoria Müller Del Mondo desde agosto de 2023. Entre saleiros de cerâmica e luminárias de cristal no estilo vintage criativo, permeiam as memórias dos objetos pescados pela proprietária.

Em entrevista ao Estadão, ela explica que a loja nasce da ideia de dar uma ‘nova chance’ para objetos que já existem pela questão sustentável - de já consumir o que está no mundo -, mas não só. “Há coisas muito incríveis escondidas embaixo de caixas de papelão e de muita poeira, e que só precisam de alguém que as note para ganhar um novo rumo em vez de virar lixo”.

Ela segue: “É incrível perceber que a escolha das peças parte de um gosto pessoal meu, mas que tem muita gente interessada nisso também”.

As vendas dos objetos de decoração acontecem somente pelas redes sociais, às quintas-feiras.

Loja online pelo Instagram

Brechó FC

Garimpar em brechós também é para os amantes dos esportes. O Brechó FC é um bazar online especializado em camisas originais de época para colecionadores e fanáticos por futebol. Os preços variam pela data, popularidade e “idade” da camisa. Há opções de times nacionais e internacionais, além de camisas especiais de seleções como a do Brasil e da Inglaterra.

Segundo o site oficial da loja, a missão do Brechó FC é fornecer “peças raras e que já não são mais produzidas e, por isso, tornam-se especiais, contando parte da história do futebol”.

Publicidade

Loja Online aqui

Bônus: Peça Rara

Se você ainda é um iniciante na arte do garimpo, vale começar pelo básico. Neste sentido, o Peça Rara é uma interessante introdução ao mundo dos brechós - com mais de 50 lojas na capital paulista, ele conta com diversas categorias de produtos. A rede possui como sócios a atriz Deborah Secco e o empresário José Carlos Semenzato, do Grupo SMZTO, e foi criada em Brasília pela empreendedora Bruna Vasconi, em 2007.

É possível encontrar brinquedos para bebês e crianças, roupas e acessórios femininos e masculinos e até mesmo itens de decoração. Os preços são amenos, e outra vantagem é poder vender as próprias peças, desde que estejam em um bom estado de conservação.

Loja física: Encontre a mais próxima de você aqui.

Loja online aqui

* Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.