PUBLICIDADE

Taylor Swift faz 1º show em SP após confusão com garrafas de água e fila desorganizada

‘Estadão’ acompanhou a entrada no Allianz Parque e conversou com fãs que estavam na fila

Foto do author Julia Queiroz
Por Julia Queiroz
Atualização:

Taylor Swift já deu início ao primeiro show da turnê The Eras no Allianz Parque, na zona oeste de São Paulo, após confusão na fila e problemas na entrada de garrafas de água no estádio.

A cantora Taylor Swift durante apresentacao no Alianz Parque, em Sao Paulo Foto: TABA BENEDICTO

PUBLICIDADE

Os fãs formaram, desde a manhã desta sexta, uma enorme fila em frente ao Allianz, onde ficaram sob chuva, frio e vento. O trânsito ficou complicado, e a associação de moradores da região reclamou de bloqueio de entradas de residências, comércio e até de uma unidade de saúde.

A cantora americana subiu ao palco pontualmente às 19h30 desta sexta-feira, 24, sob garoa, que começou ainda na apresentação de abertura, feita pela cantora Sabrina Carpenter, e amenizou ao longo da noite.

A cantora Sabrina Carpenter abre o show da cantora Taylor Swift no Alianz Parque, em Sao Paulo. Foto: TABA BENEDICTO

Ela ainda fará shows no sábado, 25, e no domingo, 26, na capital paulista, depois das três apresentações que fez no Engenhão, no Rio de Janeiro, serem marcadas por uma tragédia.

A jovem Ana Clara Benevides, de 23 anos, morreu após passar mal durante a apresentação da sexta-feira, 17. Ela sofreu uma parada cardiorrespiratória e um laudo preliminar mostrou que ela teve uma hemorragia pulmonar.

A Polícia do Rio abriu um inquérito para investigar a T4F, produtora de shows da cantora no Brasil. A empresa não respondeu ao Estadão sobre as investigações, mas fez um vídeo pedindo desculpas pelos acontecimentos.

Depois dos problemas no primeiro show da turnê, o governo mandou liberar a entrada de água nos shows, mas os fãs em São Paulo ainda enfrentaram dificuldade ao tentarem entrar com garrafas lacradas no local. A Tropa de Choque da Polícia Militar de SP estava pedindo que pessoas retirassem as tampas das garrafas antes de entrar no estádio, o que gerou confusão na entrada dos primeiros fãs no Allianz.

Publicidade

Por volta das 16h20, 20 minutos depois do que deveria ter sido a abertura dos portões para o público geral, a T4F comunicou nas redes sociais que orientou o comando da PM para fazer valer a entrada com garrafas lacradas.

Em nota, a T4F disse: “A entrada de garrafas de água de plástico flexível, lacradas com tampa, continua permitida no Allianz Parque para o show da Taylor Swift. Durante alguns minutos a Tropa de Choque da Polícia Militar de SP orientou que as pessoas retirassem as tampas das garrafas de água antes de entrar no estádio. A organização conversou com o comando da PM para fazer valer a entrada com garrafas lacradas”.

Tudo isso atrasou a entrada das pessoas que tinham pacote VIP e atrasou a entrada dos portões normais. Fãs relataram ao Estadão falta de organização na distribuição das filas de diferentes setores e portões. “Estava na fila do VIP e foi muito caótico. Não tinha ninguém da organização em boa parte da fila e o único motivo de ter dado certo foi porque os fãs se respeitaram muito”, disse Giulia Magno, de 20 anos. Ela veio de São Carlos, no interior de SP, para o show.

Rafael Talasesco, de 18 anos, veio acompanhado da mãe, Simone, de 49, para o show. Os dois vieram de Curitiba e também tiveram problemas na fila. “Chegamos 15h30 aqui e andamos mais de dez quadras. Foram 15 minutos de caminhada, nunca tinha visto tanta gente”, disse.

Fãs no show da cantora Taylor Swift durante apresentacao no Alianz Parque, em Sao Paulo Foto: TABA BENEDICTO

Fãs também relataram à reportagem que a revista para a entrada no estádio foi muito superficial. O Estadão também passou pela revista e percebeu que os funcionários não abriram bolsas ou mochilas para vistoria.

Durante o show, Taylor Swift anunciou no palco que esse foi o recorde de público do estádio. Questionada pelo Estadão, a assessoria da T4F disse: “Acabo de confirmar a informação - recorde de público no Allianz Parque! Mais de 50 mil pessoas presentes, quebrando o recorde de público do estádio”.

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.